Texto publicado originalmente no site Brasileiras pelo Mundo, onde faço uma colaboração mensal como colunista de Abu Dhabi.

***

O ano mudou, janeiro chegou e você está cogitando seriamente aceitar aquela proposta de emprego em Abu Dhabi? Você se sente perdido e não sabe por onde começar? Tem medo de não encontrar o imóvel ideal?

Se respondeu “sim” a qualquer uma dessas questões, então me acompanhe nesse texto que talvez eu possa te ajudar! E mesmo que você não tenha planos de se mudar para o deserto, vale a pena a leitura, para saber um pouquinho mais sobre esta terra de grandes oportunidades.

FullSizeRender (7)

Área central de Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

1. Sem dinheiro? Sem teto!

Antes de qualquer coisa, prepare o bolso! A grande maioria, eu diria que uns 90% dos aluguéis em Abu Dhabi são pagos em uma única parcela, anualmente. Isso quer dizer que, se você pretende alugar um apartamento que custa 190 mil AED, você tem que ter 190 mil AED para repassar a imobiliária e mais 5% do valor total como depósito de segurança, que será devolvido no final do contrato de acordo com as condições em que você entregar o imóvel- claro. Além disso, em alguns casos, outros 5% desse valor como comissão para o corretor que te apresentou o imóvel.

Grande parte das empresas já inclui o valor do aluguel no contrato de trabalho, ou mesmo oferecem as moradias já mobiliadas a seus funcionários. Fique muito atento a essa cláusula do seu contrato antes de decidir vir para cá! Os valores dos aluguéis são exorbitantes e é aconselhável fazer uma busca do que é possível alugar com o valor que a empresa ofereceu, principalmente para quem está vindo do Brasil e não imagina que aluguel de 130 mil AED por ano referente a cerca de R$ 10 mil por mês, é barato para os padrões daqui.

2. Corretor de imóveis: sim ou não?

Cada um é cada um, mas para os mais aventureiros e destemidos como eu, há a possibilidade de alugar um imóvel sem a ajuda de um corretor e, consequentemente, sem precisar pagar a sua comissão.

250H

Foto: Gratisography

Conseguir essa proeza é mais simples do que se imagina. Basta visitar os prédios onde se pretende morar e pedir ao porteiro ou à administração para visitar os imóveis disponíveis. Caso se interesse por algum, negocie diretamente com eles e é muito improvável que haja cobrança de taxa extra.

Se mesmo assim você acha melhor contratar um corretor, ou não tiver outra opção, saiba que ele lhe fará assinar um papel onde você se compromete a pagar a comissão caso alugue o imóvel visitado, ou qualquer outro imóvel do mesmo condomínio. Em resumo: o prédio inteiro fica “bloqueado” e você não conseguirá fugir dessa taxa.

4. Onde é o seu trabalho?

Uma dúvida muito comum de quem vem para cá é: qual o melhor lugar para morar? Há excelentes opções em todos os cantos da cidade, mas é fortemente recomendado que a distância que terão que percorrer para chegar até o trabalho seja levada em consideração. Assim como nas grandes cidades, o trânsito em horário de pico é complicado em algumas regiões. Imagine então o tormento quando o calor está forte! E pode piorar!  Visualize o pesadelo quando está quente e é Ramadã, quando vários motoristas estão em jejum e com os nervos à flor da pele.

5. Você tem filhos pequenos? E animais de estimação?

Há muitas opções legais de moradia para quem tem filhos pequenos em Abu Dhabi e as facilidades para os pequenos e para os pais são inúmeras! No meu prédio, por exemplo, há piscina infantil, playground e uma creche. Para os mais crescidos, em idade escolar, há de se considerar a distância até a escola desejada pelos mesmos motivos já citados anteriormente.

Para os filhos de quatro patas, a situação é oposta. Muçulmanos consideram cachorros impuros, então a vida dos totós é bem complicada por aqui. Há poucas opções de apartamentos que aceitam cachorros e é normal que aceitem somente de pequeno porte. Por outro lado, a vida dos bichanos é mais tranquila, pois os árabes gostam bastante de gatos.

photo-1445499348736-29b6cdfc03b9

Foto: Freddie Marriage – Unsplash

Para quem tem cachorro grande, recomendo fortemente que priorize casas em condomínios, em vez de apartamentos. Há excelentes opções de casas que aceitam cães, com quintais enormes para eles se exercitarem. Só cuidado com o bem-estar dos animais durante os meses do verão, mantê-los dentro de casa e deixar uma piscininha disponível é amor!

6. Quais são as facilidades?

Por ser uma cidade nova, onde a maioria dos imóveis disponíveis são igualmente novos e prezam muito a modernidade e inovação, há uma infinidade de benefícios que os condomínios, tanto horizontais quanto verticais, podem oferecer. São as chamadas “facilities”, como estacionamento, piscinas, sauna, jacuzzi, áreas de churrasqueira, quadras de esporte, academia, aulas de yoga ou zumba, playground, restaurantes, lanchonetes, mercadinhos, creches, acesso à praia ou à marina, salões de eventos, salões de beleza, etc. Às vezes há um shopping inteiro ou um hotel dentro do prédio!

FullSizeRender (8)

Aproveitando o outono na piscina do prédio. Foto: arquivo pessoal

O grande diferencial desse tipo de comodidade numa cidade como Abu Dhabi é que durante o Ramadã, ou nos meses mais quentes, ter um mercadinho dentro do seu condomínio é algo que faz toda a diferença! Durante o verão, todas as opções de lazer ficam restritas a ambientes fechados e tê-los o mais perto possível, sem precisar encarar a rua, é excelente!

7. Casa ou apartamento?

Ao contrário de outros países árabes, o termo “compound” não é muito comum por aqui. Em vez disso, utiliza-se “condomínio” ou “villas”, quando se refere a casas. Ao meu ver, é que como o país é mais aberto, quando comparado aos outros países da região, não há necessidade de se construir condomínios “compounds” onde você poderia levar uma vida ocidental lá dentro – pois, de maneira geral, podemos viver normalmente em qualquer lugar do país.

FullSizeRender (6)

Conjunto de casas (ou “villas“) em Khalifa City, Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

Seja casa ou apartamento, no centro da cidade ou na periferia, com certeza você irá encontrar o lugar ideal para você! Espero que esse artigo possa esclarecer a todos que estão de mudança para cá e ainda têm tantas dúvidas sobre este assunto.

Há outro artigo sobre o mesmo tema publicado em meu blog pessoal, você pode conferir aqui.

O próximo passo? Entrar nesses sites mais comuns para buscar imóveis nos Emirados e escolher o seu: Dubizlle e Property Finder. Boa sorte!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress