10 de julho de 2015

7 dicas imperdíveis de Roma

Vai a Roma? Então deixa eu te passar umas dicazinhas que fizeram grande diferença na nossa viagem.

1 – Saindo do aeroporto – Dica para economizar!

Nosso voo chegou a Roma pelo Aeroporto de Fiumicino, que é longe do centro da cidade. Geralmente, com raríssimas exceções, a corrida do aeroporto ao centro é bem salgada. Lá não é diferente. Fiz uma pesquisa aqui pela internet e vi que fica por volta de 40 euros.

Porém, é possível economizar pegando um ônibus que sai da porta do aeroporto e vai até Termini, a maior estação de trem da cidade, que possui uma localização super legal e serve como ponto de partida para outros lugares. O nosso hotel era pertinho da estação, então fomos a pé mesmo. Mas se fosse mais longe, poderíamos pegar ônibus, metrô ou táxi, tudo lá em Termini. Na hora de ir embora, também pegamos o mesmo ônibus, no mesmo lugar, rumo ao aeroporto. Super tranquilo!

Circus Maximus, Roma.

Circus Maximus, Roma. Foto: arquivo pessoal

A empresa que utilizamos para esse serviço é a Terravision. O preço atual é de 4 euros (o mesmo de quando fui – novembro de 2013). Você pode comprar o ticket pelo site ou no guichê da empresa. Uma observação: não é ônibus comum, que sai parando em vários lugares. Ele só faz essa linha aeroporto-termini-aeroporto. As cadeiras são super confortáveis e você pode colocar as malas no bagageiro embaixo.

Ahhh, há também o mesmo serviço, pelo mesmo valor, para o Aeroporto de Ciampino.

2 – Cúpula da Basílica de São Pedro – Dica para NÃO economizar!

Talvez essa seja a dica mais amiga de todas. Aliás, eu passaria essa dica até mesmo para o meu maior inimigo, se tivesse algum. Ao visitar a incrível Basílica de São Pedro – no Vaticano – NÃO OUSE não visitar a cúpula. E o mais importante: NÃO OUSE economizar 2 euros para subir até ela.

vaticano cúpula basílica

Mal tinha começado a subida e já estava largada no chão. Foto: arquivo pessoal

cúpula basílica vaticano

A nossa cara quando conseguimos alcançar a cúpula. Foto: arquivo pessoal

cúpula basílica vaticano

Vista da cúpula da Basílica. Foto: arquivo pessoal

Vista da cúpula da Basílica.

Vista da cúpula da Basílica. Foto: arquivo pessoal

corredor cúpula basílica

Os estreitos corredores de acesso à cúpula – não recomendado a claustrofóbicos. Foto: arquivo pessoal

No total são 551 degraus, mas pode diminuir para 320 se você pegar o elevador. Economizar 231 degraus é MUITA coisa, pode confiar em mim. Os 551 degraus serão inesquecíveis (pelo lado negativo) para o resto da sua viagem 🙁 O valor da subida sem elevador era 5 euros e com elevador era 7 euros. Uma das economias mais burras que já fizemos em viagem EVER!

Nós chegamos tão exaustos lá em cima que demoramos um bom tempo para admirar a vista, que é espetacular, mesmo em dias de chuva. E não preciso nem dizer que caminhar pela cidade nos outros dias que se seguiram a esse foi um verdadeiro suplício. Sério, por favor, não economize 2 euros!

3 – Tivoli, vizinha de Roma – Dica para ter um dia de sossego!

No total, ficamos 8 dias em Roma. Como era pouco tempo, decidimos que não queríamos ficar fazendo pinga-pinga de cidade ou de país. Há tanta, taaaaanta coisa para ver em Roma, que precisaríamos de muito mais tempo para conhecer melhor a cidade. Ok, quem sabe eu não volto um dia…

A única exceção que abrimos durante a nossa estada em Roma foi Tivoli. Por indicação da minha querida colega Inaile, que esteve lá alguns meses antes de mim, pesquisei sobre essa pequena cidade, a 30 km de Roma. E ir para lá foi uma das melhores decisões que tomamos nessa viagem!

Tivoli é uma pequena cidade italiana, a menos de uma hora de Roma. Um bate-volta super tranquilo. Na época, fomos de ônibus, mas já vi aqui no amigo Google que é possível ir de trem. Por estar situada sobre as encostas de uma colina, a vista da cidade é de tirar o fôlego, além do clima fresco. Na minha opinião, a melhor parte foi fugir do tumulto de Roma, podendo andar por ruas estreitas e desertas, sentindo como vivem os italianos longe dos grandes centros.

tivoli italia

Pelas ruas de Tivoli, Itália. Foto: arquivo pessoal

Há várias opções de passeios pela cidade, mas como era outono e os dias estavam mais curtos, tivemos que escolher só alguns, então fomos na Villa Gregoriana, na Villa d’Este e andamos pela parte antiga da cidade. Outro ponto alto do passeio foi comer em um restaurante tipicamente italiano ma-ra-vi-lho-so chamado Ristorante L’Angolino di Mirko. Recomendadíssimo!

Villa Gregoriana, Tivoli.

Villa Gregoriana, Tivoli. Foto: arquivo pessoal

Villa Gregoriana, Tivoli.

Villa Gregoriana, Tivoli. Foto: arquivo pessoal

Villa d'Este, Tivoli.

Villa d’Este, Tivoli. Foto: arquivo pessoal

Villa d'Este, Tivoli.

As 100 fontes, Villa d’Este, Tivoli. Foto: arquivo pessoal

Villa d'Este, Tivoli.

Villa d’Este, Tivoli. Foto: arquivo pessoal

4 – Tumba de São Pedro e Necrópole do Vaticano – Dica para se planejar!

Eu sei, o nome é assustador. Mas vale a pena. Muito! Imagine visitar as catacumbas que existem no subsolo da Basília de São Pedro, no Vaticano? É incrível! Eu não lembro exatamente como achei sobre esse passeio. Ele não é amplamente divulgado nos sites e não conheço mais ninguém que o tenha feito. O fato é: ele existe, não é caro, mas precisa ser agendado com bastante antecedência.

Quem “toma conta” desse passeio é o Escritório de Escavações do Vaticano, o Ufficio Scavi. No próprio site deles você pode encontrar as instruções de como agendar a sua visita. Eu fiz tudo como está sendo explicado aí e correu tudo certo. Eles respodiam aos e-mails rapidamente. Tranquilinho.

A questão é: o número de visitantes em cada tour é suuuper restrito. Comprei a passagem em agosto para viajar em novembro e fiz o agendamento em agosto mesmo! Isso porque a visita é agendada de acordo com a sua língua, ou seja, foi em português! Eba! A nossa foi com uma guia brasileira e o grupo era somente de brasileiros.

Fotos do site do Ufficio Scavi:

Outro ponto importante para o agendamento ser com antecedência é que você fala para eles quais os dias disponíveis que você tem, mas ELES é que vão definir o dia e o horário que será a visita. Sendo assim, você pode organizar o restante da sua viagem, “guardando” o dia do passeio no Vaticano para o dia que eles escolherem. Vale a pena, gente. É muito emocionante! Ah, não podia tirar foto 😛

5 – Trastevere – Dica para comer bem e barato!

Trastevere é um bairro lindo, fofo, cuti-cuti, um amor no meio do caos de Roma. Infelizmente foi o dia que comemos melhor e mais barato em Roma (Roma mesmo, não Tivoli). Até então estávamos caindo em armadilhas de turistas, que faziam as piores pizzas que eu já comi na vida (triste demais 🙁 ).

Fomos para Trastevere um dia à noite, passeamos pelo bairro a pé, curtindo as ruas estreitas e boêmias. Há uma infinidade de restaurantes e bares. Jantamos no Carlo Menta Talevi Luigi e Luciano e, como já disse, bom e barato!

Da próxima vez, vou seguir o conselho do marido e escolher a hospedagem em Trastevere, assim comeremos bem todos os dias.

trastevere roma

Em Trastevere, Roma. Foto: arquivo pessoal

trastevere restaurante

Nosso inesquecível jantar em Trastevere, Roma. Foto: arquivo pessoal

6 – Experimente Roma! – Dica para não ser um turista meia-boca!

Não visite Roma apressado. Não a inclua no meio de um roteiro pela Europa todo apertado. Experimente a cidade!

Ande a pé pelos mais diferentes bairros. Entre em pequenos restaurantes e observe-os gritar conversar. Passeie pelo mesmo lugar em diferentes horários do dia – a luz muda os lugares! Vá a várias igrejas e se deixe impressionar. Tome todo o sorvete que conseguir! Não restrinja a sua visita ao Coliseu e ao Vaticano, há muito mais para ver. Se puder, faça tours gastronômicos. Faça cursos de culinária. Visite um supermercado. Ande de transporte público.

Roma merece que você dedique um tempo a ela. Um bom tempo, uns bons dias. Aproveite!

roma

Roma, Itália. Foto: arquivo pessoal

7 – Passagem aérea em promoção – Dica para todas as viagens da vida!

Essa dica é old but gold e vale não só para Roma, como para qualquer outro destino, seja nacional ou internacional: se cadastre agooooora mesmo no site Melhores Destinos e fique por dentro de todas as promoções de passagens aéreas.

E por que eu coloquei essa dica aqui? Porque eu só conheci Roma graças à passagem de R$ 800,00 (isso mesmo: OITOCENTOS REAIS), ida e volta, saindo de Guarulhos, que comprei depois de receber um e-mail do MD com a promoção. Na verdade, era um erro no site da Iberia (a companhia aérea que eu voei) e não uma promoção, mas deu tempo de comprar (e várias outras pessoas também conseguiram) e eles honraram o valor que foi divulgado no site! 😀

Dica dentro da dica: quando receber uma promoção maluca assim, compre imediatamente! Não pense duas vezes e não ligue pra ninguém antes, só compre! Geralmente dura poucos minutos, ou porque foi um erro no site, ou porque as passagens se esgotam rapidamente!

roma

Roma, Itália. Foto: arquivo pessoal

Não sei se você irá conseguir visitar Roma, a partir do Brasil, pagando tão pouco. Mas espero que consiga boas promoções para outros lugares e, caso surja oportunidade de conhecer a capital italiana, não pense duas vezes! E aproveite as dicas 🙂

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress