20 de outubro de 2016

Escolhendo hospedagem em Bali

Na nossa viagem para a Indonésia, em junho deste ano, um dos pontos de maior dúvida foi a hospedagem em Bali. Quando comecei a pesquisar sobre a famosa ilha, vi que ela era muito maior e mais diversa que eu imaginava. Há “inúmeras Balis” em uma só. Não que existam outras ilhas de mesmo nome, mas a ilha oferece dezenas de experiências diferentes, a depender de onde você decide se instalar nela.

bali-regions-map

Mapa mostrando as diferentes regiões da ilha de Bali. Fonte: CC

Entendendo as regiões de Bali

De todas essas regiões, as únicas que não conhecemos foram Jembrana e Buleleng. Karangasem também conhecemos pouca coisa, mas “pisamos lá”. O aeroporto internacional de Bali fica ao sul da ilha, em Kuta, área de maior concentração de turistas, especialmente aqueles que vão em busca de praias e ondas.

Nas minhas pesquisas antes da viagem, vi que Kuta era sempre vista como “urbana”, “cheia” e, comumente “suja”, além de ser um pouco mais perigosa que as demais. Juntando todos esses fatores, decidimos não nos hospedar lá.

E aqui abro um parêntenses importante: na nossa viagem à Indonésia, que duraria 14 noites, as 6 primeiras noites e a última noite seriam em Bali. Durante as 6 primeiras faríamos os passeios turísticos e teríamos a “experiência Bali” em si, enquanto na última só ficaríamos perto do aeroporto, já que nosso voo seria no outro dia. Neste artigo, falarei somente sobre essa primeira hospedagem, deixando a última para outra ocasião, em que também falarei como aproveitamos nosso último dia em Bali.

Voltando: já que Kuta estaria eliminada, por todas as pesquisas que fizemos, assim como se hospedar em um resort de luxo nas praias do sul também não era uma opção, ficamos inclinados a escolher Ubud, na região de Gianyar, centro da ilha de Bali.

bali-ubud-ruas

Pelas ruas de Ubud, Bali. Foto: arquivo pessoal

Hospedagem em Ubud

Ubud ficou internacionalmente famosa depois do livro/filme “Comer, Rezar e Amar”, onde a personagem principal resolve passar uma temporada no local. Comumente, as pessoas se referem a Ubud como a verdadeira Bali, ou pelo menos a Bali mais tradicional, sem o agito e a magnitude dos grandes resorts do litoral. Essa ideia, para nós, soou bem mais atraente e fomos investigar as opções de hospedagem que Ubud oferecia.

Blogs que nos ajudaram na nossa escolha por Ubud: Bagagem de Memórias e inRoutes

Qual foi a nossa surpresa que, apesar de ser uma cidade pequena, ela conta com uma infinidade de opções de hospedagem, que agradam a todos os gostos e bolsos, inclusive o nosso. Passamos HORAS e mais HORAS, o marido e eu, debruçados no computador tentando achar a melhor opção possível custo x benefício x localização em Ubud.

bali-ubud-rua

Em Ubud, Bali. Foto: arquivo pessoal

Como escolher o seu hotel em Bali:

Estabelecemos alguns critérios na busca:

  • Boa recomendação nos sites de busca – SEMPRE consultamos as avaliações dos hotéis em outros sites para ver a opinião de outras pessoas que se hospedaram lá;
  • Preço razoável – porque apesar de os preços dos hotéis em Bali serem mais baratos, quando comparados a vários outros lugares, há opções extremamente luxosas e caras também;
  • Decoração do hotel e do quarto no estilo balinês – afinal, se não lá, onde, né?;
  • Piscina – imaginei a gente chegando dos passeios naquele calor úmido e desejando a piscina do hotel para refrescar. De fato, eu estava certa;
  • Bom café da manhã – quando viajamos, tentamos prezar por esta opção para aproveitar melhor as manhãs sem sentir fome cedo;
  • Restaurante no hotel – imaginei os dias de preguiça em que não iríamos querer sair do hotel para comer. Foi SUPER acertada essa decisão;
  • Spa – nas minhas pesquisas, vi que os spas em Bali tinham preços bons, então valeria a pena escolher um  hotel que já tivesse um;
  • Opção de translado do aeroporto – já aprendemos: é fundamental!
  • Opção de disponibilizar passeios pela região – queria um hotel que oferecesse passeios  e/ou motoristas em Bali;
  • Lugar sossegado – estávamos fugindo de lugares barulhentos e tumultuados;
  • Distância mínima dos pontos turísticos de Ubud – queríamos um hotel bem localizado e que nos possibilitasse nos locomover facilmente pela cidade.

No fim das contas, a única opção que foi prejudicada na nossa escollha foi a última, pois o hotel que escolhemos era um pouco longe (30 minutos de caminhada), quando comparado a outras opções, do centro de Ubud. Mas não se pode ter tudo, né? Bom, pelo menos quando o seu orçamento é limitado, não.

bali-ubud-centro

Pelas ruas de Ubud, Bali. Foto: arquivo pessoal

Bhuwana Ubud Hotel, em Bali

Finalmente, o hotel escolhido foi o Bhuwana Ubud. Fizemos a reserva utilizando o Booking.com e o pagamento transferindo direito na conta do hotel, antes da viagem. Por todos os motivos já citados anteriormente, esse hotel nos atendia perfeitamente e fomos muito felizes com essa escolha. O principal ponto negativo era mesmo a distância do centro da cidade, mas, em compensação, eles ofereciam translado gratuito (ida e volta) para o centro. Logo, isso não foi de fato um problema.

Você também está procurando hospedagem em Bali? Utilize a nossa caixa de pesquisas para fazer a sua reserva! Dessa forma, você nos ajuda na manutenção do blog e não paga nada a mais por isso!

Booking.com

As dependências do hotel eram ótimas, exatamente como tínhamos visto no site deles. O lugar é calmo, cheio de verde, insetos e pássaros (coisas que, depois que você mora no Oriente Médio, passam a fazer diferença). A piscina era ótima, tudo era muito bem cuidado. O restaurante do hotel nos surpreendeu MUITO! Assim como falavam no site, eles prezam por comidas orgânicas e frescas, e todos os pratos e bebidas eram preparadas com muito cuidado e estavam sempre deliciosas. Os funcionários do hotel também foram nota 10 o tempo todo, inclusive os motoristas que o hotel nos recomendou. O spa era bom, mas só fomos uma vez. O quarto, igualmente, era como descrito no site.

Reclamação? Zero! Mas ouve um fato bem bizarro que eu achei por bem contar a vocês:

Em duas noites seguidas, enquanto nos preparávamos para dormir, já com as luzes desligadas, mas ainda fuçando no celular, ou seja, acordados, vimos uma pessoa caminhar até a porta do nosso quarto e ficar ali, fazendo-o-quê-eu-não-sei. Como a janela era de vidro, a cortina era transparente e havia uma luz no jardim do lado de fora, pudemos ver claramente essa pessoa na varanda do nosso quarto. Na primeira noite, acendemos a luz e a pessoa correu. Na segunda noite, eu liguei imediatamente para a recepção e a pessoa correu de novo, pois deve ter me ouvido ligar.

Deu medo. Foi muito bizarro. Trancamos bem a porta e dormimos virados para a janela, meio receosos de o indivíduo voltar.

bali-hospedagem-ubud

Da porta do nosso quarto, no Bhuwana Ubud Hotel, em Bali. Foto: arquivo pessoal

Quem era o “visitante”? Não sabemos. Mas se pudesse chutar, diria que era um funcionário do hotel dando um “perdido” ali na nossa sacada, talvez querendo tirar uma soneca, ou fumar um cigarro, não sei. De toda forma, achei bom avisar, já que nem sempre temos o costume de trancar a porta dos hotéis e na verdade nunca sabemos o que pode acontecer.

Na hora, ficamos imaginando a notícia no Brasil: “casal é assassinado no hotel em Bali”. Credo!!! Deus nos guarde!

bali-ubud-templos

Pelas ruas de Ubud, Bali. Foto: arquivo pessoal

Com exceção desse fato bizarro, tudo transcorreu bem. Se recomendamos o hotel? Sim, sem dúvida! Especialmente se você busca as mesmas coisas que a gente. Se recomendamos a hospedagem em Ubud? Absolutamente! Como fomos em uma viagem turística mesmo (não para surfar, ou “morgar” em um resort all inclusive), a localização central de Ubud foi fundamental para agilizar os nossos deslocamentos pela ilha.

Isso vai fazer mais sentido quando vocês lerem os próximos artigos, quando falarei dos passeios que fizemos por lá e vocês puderem entender melhor qual foi o estilo da nossa viagem. Mas, de todo jeito, é só olhar para o mapa que iniciou esse artigo para ter uma ideia das dimensões de Bali e perceber que escolher Ubud é um ótimo negócio! Não só pela localização, como também pela delícia e fofura que a cidade é – cenas dos próximos artigos, também! Aguardem 🙂

Outro posts da Indonésia aqui.

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • […] falei no post sobre como escolher sua hospedagem em Bali, a ilha é muito maior e mais diversa que geralmente supomos. Marido e eu gostamos de praia, sim, […]

  • […] achar pratos que se encaixem nessa dieta. Os dois pratos seguintes eu pedi no meu hotel (contei tudo aqui sobre ele). No primeiro, salada de mamão verde, folhas, pimenta e tem um camarão aí em cima, que […]

  • Larissa Março 28, 2017

    Boa noite Polly,

    Eu não achei seu post sobre como foi ficar se hospedar em Kuta…O que achou?

    • Pollyane
      Pollyane Março 28, 2017

      Oi Larissa! Obrigada pela visita! Não achou porque eu ainda não fiz o post! haha Mas assim, por 1 noite, que antecedia o voo internacional, foi tranquilo. Mas acho que não teria gostado de ficar lá por muito tempo, como ficamos em Ubud. O hotel que ficamos era bem pertinho do aeroporto (fomos a pé) e se precisar do nome dele, me avisa que eu te passo 🙂 Beijo grande!

  • […] fiz outros posts sobre Ubud aqui no blog, como a nossa hospedagem, o magnífico caos e a Floresta dos Macacos. Infelizmente, não tínhamos um roteiro tão folgado […]

  • […] nosso hotel nos arrumou um motorista que nos buscou lá mesmo, no hotel em Ubud (já contei tudinho aqui sobre ele, vocês viram?) e nos levou até Padangbai, de onde partiu o barco. O barco que pegamos parou em […]

  • […] post anterior, contamos o porquê de termos escolhido Ubud para a nossa hospedagem em Bali. Fatores como […]

  • […] Escolhendo hospedagem em Bali […]

  • […] que 7 noites em Bali é pouco, muito pouco, não faça isso! Como falei nesse artigo, a ilha é maior do que parece e as distâncias entre os pontos turísticos são consideráveis. […]

  • […] que 7 noites em Bali é pouco, muito pouco, não faça isso! Como falei nesse artigo, a ilha é maior do que parece e as distâncias entre os pontos turísticos são consideráveis. […]

  • […] Escolhendo hospedagem em Bali […]

  • […] post anterior, contamos o porquê de termos escolhido Ubud para a nossa hospedagem em Bali. Fatores como […]

  • Lari outubro 20, 2016

    O post foi tão gostoso de ler como esse lugar fofo! Amei!