Trecho do texto publicado originalmente no site Brasileiras pelo Mundo, onde faço uma colaboração mensal como colunista de Abu Dhabi.

***

Eu não sabia que supermercado era um lugar que me interessava tanto até ir morar fora do Brasil. Desde quando ainda estávamos em Madrid, ficava maravilhada com as novidades nas prateleiras, principalmente na seção de vinhos e charcutaria. Em Abu Dhabi, também me surpreendi bastante, mas tivemos que esquecer as bebidas alcoólicas e derivados do porco, já que são itens considerados “haraam”, ou proibidos, pelos muçulmanos.

Adaptações culturais à parte, não há nada que não possamos nos acostumar, ou desacostumar. Se por um lado marido saiu perdendo com o bacon e a cerveja, só foi em Abu Dhabi que descobrimos sabores e produtos incríveis no supermercado. Hoje, é difícil imaginar como será a vida quando não tivermos mais acesso a eles.

Sobre o álcool e a carne de porco

Já comentei que esses itens são proibidos pelos muçulmanos, mas nos Emirados Árabes é possível comprá-los em lugares específicos. Para o álcool, você deve procurar lojas especializadas e autorizadas a comerciar bebidas desse tipo. Não é difícil de encontrar, tampouco de comprar, desde que você não seja muçulmano. É recomendado obter uma licença para a compra e consumo de álcool, que pode ser obtida nos próprios estabelecimentos.

E importante: você não encontrará álcool em supermercados “normais”, como vemos no Brasil. A venda desses produtos se restringe a esses lugares específicos ou nos cardápios dos restaurantes que ficam dentro de hotéis. Pode consumir álcool em Abu Dhabi? Pode, desde que seja feita dessa forma.

carne de porco abu dhabi supermercados

Seção de carne suína em supermercado em Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

Sobre a carne e derivados do porco, você encontrará em algumas seções específicas dentro de alguns supermercados (o Waitrose do Boutik Mall, por exemplo). Essas seções ficam escondidas dentro do supermercado e há um aviso na porta indicando que é proibida a entrada de muçulmanos. […]

***

Quer ler mais? Então clique aqui e veja o conteúdo completo no site Brasileiras pelo Mundo!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress