08 de setembro de 2015

Lar doce lar: nossa casa em Abu Dhabi

Diário, agora tenho casa!! 😀

15650132077_c51bb45ff5_b

Finalmente!! Iniciamos setembro no apartamento novo.

Depois de uma exaustiva busca pela casa ideal – que tivemos que aceitar que não existe – optamos por um apê na chamada Tourist Club Area, ou também Corniche, ou tanto faz! O importante é que ainda tenho vista para o mar e disso eu não abria mão (goiana morando em cidade litorânea – não poderia ser diferente, né? :P).

Eu estou bem feliz com a nossa escolha, mas o marido nem tanto, pois ele queria andares mais altos (brasiliense morando em cidade com prédios maiores que 6 andares – não poderia ser diferente, né?). É claro que a vontade da mulher não prevalece nessas horas e tivemos uma conversa muito democrática sobre a escolha do apê. (…) Acreditadores acreditarão.

Brincadeiras (ou não) à parte, vou aproveitar esse momento de mudança e passar algumas dicas para os que se aventurarão por esses caminhos.

1º Avalie bem se você precisa de um corretor ou não. 

É claro que é uma imensa mão na roda pedir a ajuda de um corretor, especialmente se você não domina bem o inglês, não conhece a cidade ou não tem muito tempo para “bater perna”, mas todos eles vão cobrar 5% de comissão em cima do valor anual do aluguel. Ele vai te mostrar as opções baseadas no seu orçamento e nas suas preferências e irá te fazer assinar um papel no qual você fica comprometido a pagar essa comissão caso alugue qualquer apartamento no prédio que ele te levar. Tendeu?

Bom, se você acha que consegue fazer isso sozinho, pode ir direto na portaria do prédio que te interessa e pedir para visitar os apartamentos disponíveis para locação. Geralmente as chaves ficam com o próprio porteiro, ou se não ele vai te indicar o escritório do condomínio, onde um agente da própria construtora irá te mostrar as unidades disponíveis, mas sem cobrar comissão.

Nós fizemos das duas maneiras. Visitamos vários prédios com a corretora, mas também fomos “caras de pau” e visitamos outros por conta própria. Acabou que a nossa escolha foi de um apartamento que visitamos sozinhos, o que nos rendeu uma bela economia (que está se transformando em móveis…).

 2º Providencie com antecedência os seus documentos 

Assim que chegar aqui, providencie os seus documentos de residente nos EAU, especificamente o “Emirates ID”. Sem esse documento, você não conseguirá alugar a sua futura residência e muito menos os outros passos necessários para a sua instalação. Essa deveria ser a 1ª dica, pois é a mais importante e sem ela você não chegará às outras 😛

3º Prepare o bolso 

Pode ser que você precise dessa dica, ou não. Se você vier a trabalho e a sua empresa for custear a sua moradia, não se preocupe com isso, mas se for sair do seu próprio bolso, deixa eu te contar uma coisa: os aluguéis aqui são cobrados anualmente, ou seja, você pagará o valor TOTAL dos 12 meses de aluguel em uma única parcela, assim que assinar o contrato.

E por que eu disse para preparar o bolso? Porque é praticamente impossível que você alugue um apartamento de 2 quartos, minimamente bem localizado e não muito velho, por menos de 130 mil AED. Existe opção mais barata? Sim. E mais caras? Várias. Aluguel aqui é extremamente caro, mas em compensação existem boas opções de moradia, dos mais simples aos mais impensavelmente luxuosos. Só vendo para crer. E só sendo muito rico para pagar.

4º Ligando a água e a luz 

Não sei se isso se aplica a qualquer apartamento/casa que você for alugar aqui, mas deixa eu explicar como foi no nosso caso. Depois que decidimos o apê, que assinamos o contrato, que pagamos o security deposit (um depósito que será devolvido ao final do contrato, equivalente a 5% do valor do aluguel – ao contrário da comissão do corretor, esse não tem como escapar) e que pegamos as chaves do apê, fomos instruídos pela própria construtora como deveríamos ligar a água e a luz.

Essas duas contas devem ficar no nome do inquilino e, por isso, você TEM que ter a Emirates ID. O processo é simples, desde que você tenha toda a documentação em mãos. Se alguém quiser mais detalhes, deixa um comentário que eu explico melhor 😉

A empresa responsável por esses dois serviços é a estatal ADDC (Abu Dhabi Distribution Co.) e até o momento não tivemos qualquer problema com ela, inclusive foram muito eficientes, ligando os dois serviços no mesmo dia que requeremos.

5º Serviços de internet, telefonia e TV 

Instalada a sua energia, você poderá ir atrás dos outros serviços básicos, afinal, sem internet não rola, né?

A empresa que você deverá procurar é a Etisalat, outra estatal que detém o monopólio desse setor aqui em Abu-Dhabi (se não me engano, em Dubai é a Du). O nosso apartamento já veio com o modem da empresa (acho que isso é comum, porque vi o aparelho em outros lugares que visitamos) e aí é só chamar um técnico que ele vai até a sua casa e instala e configura tudo. O nosso técnico foi indicado pelo próprio prédio, mas você pode ir até uma loja da Etisalat e fazer o requerimento lá mesmo. Mais uma vez, leve o seu Emirates ID, sem ela você não é ninguém aqui! Rs.

Só uma curiosidade: não há como contratar um pacote sem TV ou telefonia, ou seja, se quiser internet em casa, vai ter que levar junto os outros dois. E pagar por isso, claro.

6º Gás 

Mais uma vez, não sei se esse serviço é necessário em todos os prédios/casas, mas aqui tivemos que pedir para ligarem o gás da cozinha. A empresa responsável é a Sergas e o procedimento para requerir é bem parecido com o da água e luz.

7º Mobiliando 

E esse  é o nosso estágio atual. Tivemos um pouco de sorte, pois pegamos 2 grandes lojas de móveis populares em sale: a Home Centre e a Home Box. Além dessas duas, outra figurinha bem conhecida de expatriados é a Ikea, amada por muitos e odiada por vários. Se você busca algo mais “refinado”,  o que não faltam são lojas de móveis “clássicos”, “vintages”, “exóticos”, “luxuosos” de um gosto muito duvidoso e preços nada convidativos.

Uma pequena amostra de alguns móveis “diferentes” que encontramos por aqui:

Por outro lado, Abu-Dhabi tem um imenso “tráfego” de pessoas indo e vindo de todos os lugares possíveis e, muitas vezes, elas vendem a casa toda antes de deixar o país. Estou utilizando 2 formas de achar essas “pechinchas”: o Dubzzile – que é um site que oferece de tudo, de imóveis a animais de estimação; e grupos no Facebook, especialmente o Reem Island Market e o Abu Dhabi Flea Market.

Aproveitem as dicas! E boa sorte, caso estejam de mudança 🙂

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • Márcio agosto 13, 2018

    Gostaria de saber como faço meu ID emirates.
    Gostaria também que você me indicasse Colégio internacionais para crianças de 10 anos.
    É difícil encontrar apartamentos já mobiliados?

    • Pollyane
      Pollyane agosto 14, 2018

      Oi Márcio. Não sei indicar colégios aqui em Abu Dhabi, pois ainda não tenho filhos. É melhor você tirar essa dúvida no grupo no Facebook “Brasileiros em Abu Dhabi”. Sobre apartamentos mobiliados, é só você marcar essa opção nas buscas pelos sites de imóveis daqui. Finalmente, sobre a Emirates ID, a sua empresa irá te conduzir para o passo a passo de como providenciá-la, ou você pode conferir as informações atualizadas no site do Governo de Abu Dhabi.

  • […] Há outro artigo sobre o mesmo tema publicado em meu blog pessoal, você pode conferir aqui. […]

  • […] Se você também está se mudando para Abu Dhabi, confira esses dois artigos que poderão te ajudar: aqui e aqui. […]

  • […] das despesas mais pesadas (se não for A mais pesada) é o aluguel. Como já falei em posts anteriores, ele deverá ser pago anualmente, em uma única parcela. Algumas empresas já […]

  • Oiii!Adorei seu relato!Estamos pensando ( eu e o marido ) em nos aventurar por abu dhabi!Em busca de oportunidades melhores!Eu sou nutricionista e ele trabalha no setor hoteleiro.To com duas dúvidas: Nenhum ap/casa aceita aluguel mensal? E qual seria um bom salário para se viver bem por aí?
    Obrigado!

    • Pollyane
      pollyanerezende março 25, 2016

      Oi Raphaella, muito obrigada pela visita e pelo comentário! Sobre o seu questionamento: eu, pessoalmente, não vi nenhuma opção de apartamento ou casa que tivessem cobrança de aluguel mensal. Porém, sei de alguns apart-hotéis (mobiliados, inclusive) que fazem dessa maneira. Nos sites que eu sugeri como busca para imóveis há como procurar por unidades desse tipo. Boa sorte!! Volte sempre e beijo grande!

  • lidianareis setembro 21, 2015

    Cadê fotos da Home Sweet Home? Pode ser só da vista mesmo… 🙂

  • Márcia Barbosa de Souza setembro 9, 2015

    Polly, um luxo os móveis, depois vocês vão optar por trazer para o Brasil!?

    • Pollyane
      pollyanerezende setembro 9, 2015

      Oi Mainha! Nós podemos levar sim, mas ainda não sabemos se vale a pena, pois eles podem estragar durante a mudança.

  • Edilair setembro 8, 2015

    Gostei da cor do azul e do modelo do roxo. Beijos