Perrengues acontecem. Em viagens, então, sempre acontecem. O hotel pode cancelar sua reserva, você pode perder seus documentos, a empresa de turismo pode te passar para trás e, um dos mais comuns: o planejamento de transportes pode falhar.

Durante a nossa viagem da Indonésia, tivemos alguns perrengues, mas o principal deles foi perder um voo interno – que iria de Lombok a Labuan Bajo (de onde partiríamos para a ilha de Komodo). Foi culpa nossa? Não, mas mesmo assim acho que valia o post para alertá-los sobre essa possibilidade.

Como era o roteiro da viagem

Ao planejarmos o nosso roteiro de viagem pela Indonésia, que vocês podem ver aqui, contávamos com 4 deslocamentos internos: Bali – Gili Trawangan; Gili Trawangan – Lombok; Lombok – Labuan Bajo; e Labuan Bajo – Bali. O primeiro fizemos de barco, o segundo também; mas o terceiro e quarto seriam feitos de avião. Só para deixar claro, esse não é o único meio de chegar a Labuan Bajo. Muita gente vai de Bali a Komodo de barco, em uma viagem que dura por volta de 3 dias e que dizem ser incrível, pois vai parando em lugares surreais entre os dois lugares.

Eu li vários relatos e super empolguei de fazer a viagem, porém, marido me lembrou que eu não me dou bem com barcos: fico tonta, enjoada e ofereço suco gástrico à Iemanjá. Passeios de barco, quando são inevitáveis, eu faço, mas daí a escolher deliberadamente passar 3 dias – e noites – em um barco, já seria demais para o meu pobre labirinto.

Ao excluirmos a ideia de ir de barco, olhamos as opções de voo que iam de Lombok a Labuan Bajo e compramos antecipadamente as passagens pela Lion Air ou Wings Air. Como não havia voos diretos de Lombok a Labuan Bajo, nesse trecho ele faria escala em Bali e depois seguiria para Labuan. Na volta, o nosso destino final era Bali.

passagem voo aérea indonésia komodo bali lombok

Nossas passagens de Lombok para Labuan Bajo. Foto: arquivo pessoal

O que aconteceu de fato

No dia do voo, chegamos ao aeroporto com 2h de antecedência, tudo absolutamente dentro da normalidade e sem qualquer previsão de atraso comunicado pela cia aérea quando fizemos o check-in. Fomos para o nosso portão e por lá esperamos longas 5h até que conseguimos embarcar para Bali, o primeiro trecho da viagem.

É claro que ficamos furiosos e a todo momento conferíamos com a cia sobre a continuação do nosso voo, que iria até Labuan Bajo. Eles, quando não nos ignoravam sumariamente, diziam para não nos preocuparmos, pois o mesmo avião que voaria para Bali seria o que voaríamos para Labuan Bajo, bastava que não deixássemos o avião. Com essa informação, embora com raiva pelo imenso atraso, ficamos tranquilos, pois não perderíamos a diária e o passeio que havíamos reservado para o dia seguinte.

Porém, era tudo uma grande mentira! Depois de horas de atraso e tédio no aeroporto de Lombok, chegamos a Bali e qual foi a nossa surpresa quando a companhia aérea nos informou que não havia mais voo para Labuan Bajo naquele dia. Éramos umas 11 pessoas nessa situação. Todos turistas com passeios marcados para Labuan Bajo, hotéis reservados… tudo pelo ralo. Deu vontade de xingar, e xinguei, mas em português. Ficamos absolutamente PUTOS com a companhia aérea, mas nada resolveria o drama: teríamos que pegar o voo no dia seguinte pela manhã.

Tentamos, sem sucesso, fazer escândalo no guichê da cia aérea, tentando lutar pelos nossos direitos e ressarcimentos, mas, adivinhe, não há tal coisa na Indonésia. Olhamos as regras da passagem e não havia nada que nos garantisse o direito de consumidor, como teria no Brasil, por exemplo.

aeroporto lombok

Aeroporto de Lombok. Foto: arquivo pessoal

Mais uma noite em Bali, sem querer

O jeito foi conformar e fazer o que a cia aérea propunha: ela providenciou uma van para nos levar (nós e os outros 9 passageiros na mesma situação) para um hotel em Kuta. Ainda no aeroporto, mandei email para o hotel, cancelando 1 dia da reserva e para a empresa de turismo, cancelando os dois passeios. Ambos foram super compreensivos e não nos cobraram qualquer multa pelos cancelamentos. Apesar desse breve momento de alívio, ainda chegaríamos a Labuan Bajo sem nenhum passeio arranjado para Komodo e morrendo de medo de não encontrar um de última hora.

A cia aérea pagou o transporte de/para o aeroporto e também o hotel – um que eu jamais escolheria como hospedagem. Cada casal ficou em um quarto duplo com banheiro. O hotel era no limite do OK e, como não fui eu que escolhi e eu nem queria estar lá, nem vou fazer qualquer review, porque simplesmente não recomendo.

Além de ter passado horas de angústia no aeroporto e outros momentos de raiva em Bali, não tínhamos tempo suficiente para aproveitar Bali. Chegamos no hotel no comecinho da noite, em uma região pouco turística de Bali. A única coisa que fizemos foi procurar um bom restaurante nas redondezas e ir pra lá jantar. Nesse dia, fomos em um lugar frequentado por locais, que serve comida típica. Tava gostoso? Sim. Mas não achei essas coisas para a pontuação que apresentava no Trip Advisor.

comida bali

A comidinha em Bali. Foto: arquivo pessoal

Depois de uma longa noite mal dormida (conseguíamos ouvir os ratos caminhando no telhado), acordamos super cedo, tomamos um café puro (pois o café da manhã do hotel nem estava pronto) e pegamos a van de volta ao aeroporto. Dessa vez, felizmente, voamos!

Sobre o que fizemos em Labuan Bajo – e também o que deixamos de fazer – falarei em um post futuro. Aguardem!

***

Sinceramente, espero que isso não aconteça com ninguém, pois foi terrível perder 2 dias de viagem (um passando raiva e o outro pegando o voo e perdendo o passeio), mas achei importante vir compartilhar com vocês, pois muitos turistas utilizam essas cias aéreas (Wings Air e Lion Air, são a mesma) para fazer os voos internos na Indonésia. Se for o seu caso, fique esperto, e jamais marque passeios para o mesmo dia, pois a ida não é garantida. No mais, boa sorte!

Outros posts da Indonésia aqui.

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • […] Satay são espetinhos de carne, frango, porco ou peixe. São presença garantida em praticamente todos os restaurantes de Bali e, claro, vegetarianos e veganos não vão querer pedir esse prato. Para quem come qualquer tipo de carne, vale a pena, pois os molhos que eles colocam são únicos e, como estamos falando de Bali, sempre virá um arroz para acompanhar! Esse da foto abaixo comemos em Bali, na noite extra que ficamos lá porque perdemos o voo. […]

  • Viajento julho 6, 2017

    Tenso, ainda mais que não foi culpa de vocês. 🙁

    • Pollyane
      Pollyane julho 7, 2017

      Horrível, né? Ninguém espera passar por isso enquanto viaja… Obrigada pela visita!