14 de fevereiro de 2016

Tóquio: Parque Ueno e arredores

No artigo de hoje, vamos falar sobre o dia que visitamos o Parque Ueno e seus arredores, ainda em Tóquio. O parque é muito popular, pois abriga templos, museus, zoológico, templos, sendo um importante lugar de lazer para a população local. Como não daria para ver todas as atrações no mesmo dia (ele é grande), selecionamos para a nossa visita as duas atrações mais bem recomendadas e que despertaram o nosso interesse: o Tokyo National Museum e o National Museum of Nature and Science, que vamos falar mais adiante.

Parque Ueno

O Parque Ueno foi fundado em 1873 e é hoje o parque urbano mais popular do Japão. Além das duas atrações já citadas, há ainda o Tokyo Metropolitan Art Museum, o The National Museum of Western Art e o Ueno Royal Museum. Como disse, não deu para ver tudo, mas se você tiver mais tempo, aproveite e conheça os outros também.

Parque Ueno, Tóquio.

Parque Ueno, Tóquio. Foto: arquivo pessoal

Parque Ueno, Tóquio.

Parque Ueno, Tóquio. Foto: arquivo pessoal

Parque Ueno, Tóquio.

Parque Ueno, Tóquio. Foto: arquivo pessoal

Quanto ao zoológico, nem cheguei a cogitar a visita, por questões éticas concernentes ao confinamento de animais em minúsculos espaços com o propósito egoístico de exposição. Para quem pretende incluir o zoo no roteiro, sugiro dar uma lida nisso aqui antes: Elefante vive presa e sozinha há 61 anos (sim, é lá nesse zoo mesmo!).

Outro fator a ser considerado durante a sua visita é o horário em que as atrações fecham. Cada uma possui um horário específico e nós acabamos perdendo a oportunidade de conhecer os templos locais, pois chegamos alguns minutinhos depois do fechamento. Uma pena! Só deu para ver um pouquinho do lado de fora:

templo parque ueno

Fuên fuên… O templo tinha acabado de fechar. Parque Ueno. Foto: arquivo pessoal

japao toquio

Conseguimos tirar umas fotos do lado de fora, apenas. Foto: arquivo pessoal

templo parque ueno

A qualidade está horrível, pois só consegui tirar com o zoom do celular. Foto: arquivo pessoal

pagoda parque ueno

Pagoda do templo no Parque Ueno. Foto: arquivo pessoal

Tokyo National Museum

Adorei esse museu! Fundado em 1872, ele é o maior e mais antigo museu do Japão e abriga vários tesouros nacionais e de toda a Ásia. Recomendo muito a visita! Mas preparem os cambitos, pois vai ser um dia de muitas caminhadas, isso porque o museu está dividido em 5 prédios: Honkan (visão geral da arte japonesa), Toyokan (arqueologia asiática), Hyokeikan (exposições temporárias), Heiseikan (peças da história e arqueologia japonesa) e Horyuji (galeria dos tesouros nacionais). Além disso, há um centro de pesquisa e informação e uma belíssima área externa. Para acessar o mapa completo do museu, clique aqui.

juro japão deus longevidade

Figura de Juro, deus da longevidade. Foto: arquivo pessoal

museu nacional tóquio japão

Museu Nacional de Tóquio. Foto: arquivo pessoal

A área externa do Museu:

museu em tóquio

Foto: arquivo pessoal

o que fazer em tóquio

Foto: arquivo pessoal

turismo em tóquio

Foto: arquivo pessoal

parque ueno tóquio

Foto: arquivo pessoal

museu nacional tóquio japão

Foto: arquivo pessoal

tóquio japão

Foto: arquivo pessoal

National Museum of Nature and Science

Esse museu é legalzinho, mas não tão interessante quanto o outro. Se estiver com crianças vale muito a pena a visita, pois grande parte do que está exposto é interativo. Ironicamente, uma estátua de uma baleia na porta do Museu de História Natural do Japão, um país que ainda caça esses mamíferos aquáticos.

museu história natural japão tóquio

Foto: arquivo pessoal

museu tóquio japão

Crianças interagindo no Museu. Foto: arquivo pessoal

o que fazer em tóquio

Célula interativa. Foto: arquivo pessoal

turismo tóquio

Foto: arquivo pessoal

japão turismo

Foto: arquivo pessoal

museu parque ueno

Foto: arquivo pessoal

museu história natural tóquio

Foto: arquivo pessoal

museu japão

Cabeças e mãos quentes. Foto: arquivo pessoal

Shinobazu Pond

Ainda na área do parque, mas afastado dessa área dos museus, há o Shinobazu Pond, uma lagoa com um templo no meio, acessível por uma ponte cheia de barraquinhas de comida. Esse templo estava aberto e o visitamos. Também paramos um bom tempo para observar a beleza e a paz desse lugar, no meio da loucura de Tóquio. Vale a pena contemplar a cidade por aqui, recomendo! Ah, também recomendo o milho assado que vendem aí… Nunca comi um milho tão “carnudo”, “gordinho” e “suculento” como aquele. Uma delícia! Hehe.

lagoa Shinobazu Pond

Lagoa do Shinobazu Pond. Foto: arquivo pessoal

Shinobazu Pond ueno

Shinobazu Pond, em Tóquio. Foto: arquivo pessoal

Ameyoko

Saímos do parque e fomos para a Ameyoko, que é uma rua muito movimentada que fica ao longo da Yamanote Line. Essa rua é como se fosse uma grande feirinha ao ar livre, cheia de lojas, restaurantes e gente, MUITA gente!!

ameyoko toquio japao

Ameyoko, Tóquio. Foto: arquivo pessoal

Bom, tudo isso fizemos em um único dia e, claro, não deu tempo de ver tudo que planejamos. O parque e os museus são grandes e nesse dia caminhamos bastante!! Reserve pelo menos 1 dia para conhecer a região, vale muito a pena! Outra dica importante é se atentar aos horários de funcionamento dos museus e dos templos 🙂

Outros posts do Japão aqui!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • […] posts do Japão: parte I, parte II, parte III, parte IV e parte […]

  • […] das nossas andanças por Tokyo (que vocês podem conferir na parte I, parte II, parte III, parte IV, parte V e parte VI) fomos para Hakone, uma cidadezinha que fica a menos de 100 km da […]