05 de julho de 2017

Malásia: 3 dias em Kuala Lumpur

Falei tanto sobre o Vietnã aqui no blog, mas ainda não tinha feito o artigo sobre a Malásia, esse país super legal que conhecemos na mesma viagem. Por isso, resolvi pagar a dívida e compartilhar com vocês um pouco do que fizemos em Kuala Lumpur, capital da Malásia, nas 3 noites que ficamos por lá.

bandeira malásia kuala lumpur

Com a bandeira da Malásia (espelhada). Foto: arquivo pessoal

Valeu a pena conhecer Kuala Lumpur?

Vou confessar que Kuala Lumpur não era um destino que pretendíamos conhecer por agora. A nossa ida para lá foi mais um “acidente” que, ao final, ficamos muito gratos.

Para ir para o Vietnã de Abu Dhabi teríamos que fazer escala em 2 lugares: Kuala Lumpur (KL) ou Bangkok, na Tailândia. Daí, pensei: bom, se passarmos por Bangkok, que ainda não conhecemos, não teremos tempo suficiente para ver o país (quando visitar a Tailândia, quero ter, no mínimo, 15 dias por lá!), mas se passarmos por KL podemos ficar 3 noites por lá e conhecer praticamente tudo o que a capital malaia tem de melhor. Além disso, em nossa viagem a Bali, ano passado, também passamos por KL e não ficamos por lá. Entendi isso como um sinal do destino dizendo: “tá na hora de conhecer, hein?”. E aceitei incluir KL no roteiro, que ficou “viagem a Kuala Lumpur e Vietnã”.

E valeu a pena conhecer KL? Demais! Marido e eu ficamos super impressionados com a cidade, que é VIVA! Isso, viva é a palavra que sintetiza bem. Inclusive, gostamos tanto que, caso nos fosse dada a oportunidade, mudaríamos para lá felizes! Quem sabe…

kuala lumpur malásia

Kuala Lumpur à noite. Foto: arquivo pessoal

Portanto, nessa primeira parte do artigo quero dizer que, sim, vale muito a pena conhecer Kuala Lumpur, seja por 1, 2, 3 ou mais dias. Se você tiver um voo que passa por lá e tem tempo para fazer o stopover, faça! Conheço pessoas que ficaram por lá só 1 dia e também gostaram da experiência. Na verdade, em apenas 1 dia beeeem cheio dá para ver tudo de turístico na cidade, se esse for o seu objetivo.

O que fazer em Kuala Lumpur?

Há 2 principais pontos turísticos em KL que não devem – e dificilmente irão – ficar fora do seu roteiro: as Petronas e Batu Caves. As Petronas são o símbolo do país e orgulho para os malaios, pois já foram consideradas as torres mais altas do mundo. Já Batu Caves, o imenso complexo de templos hindus que ficam na periferia da cidade, é um lugar que atrai viajantes de várias partes do mundo, interessados em culturas e religiosidades asiáticas. Fomos nos dois lugares e, sem dúvidas, recomendamos MUITO, mas em 3 dias pudemos ver muito mais!

petronas kuala lumpur

Petronas, Kuala Lumpur. Foto: arquivo pessoal

Além das atrações citadas, há os bairros de “Little India” e “Chinatown”. Mosques, templos hindus, igrejas católicas. Mercados populares, galerias, feiras e enormes shoppings. Parques e museus. Além de restaurantes e bares com vistas, comidas e bebidas deliciosas. Havia planejado um roteiro frenético para os 3 dias na cidade, mas ao chegar lá, nos rendemos pelas deliciosas tardes e noites em bares e restaurantes pela cidade, seguidas de massagens fantásticas que encontrávamos em cada esquina. Os planos turísticos furaram e aproveitamos a viva Kuala Lumpur com o que ela poderia nos oferecer de melhor, na nossa opinião, claro.

chinatown kuala lumpur malásia

Chinatown em Kuala Lumpur. Foto: arquivo pessoal

restaurante kuala lumpur

Provando cerveja em Kuala Lumpur. Foto: arquivo pessoal

Fizemos 1 tour essencial, que nos levou a Batu Caves e Royal Selangor (fábrica de latão) e o resto fomos desbravando por conta própria. Se você quiser, poderá contratar tours que duram o dia inteiro, onde verá toda a cidade. Essa é uma boa opção caso tenha pouco tempo e faça questão de conhecer tudo. Caso contrário, a não ser Batu Caves que fica mais afastado, você poderá fazer tudo facilmente a pé ou utilizando táxis ou outros tipos de transporte (também dá para ir a Batu Caves de transporte público, só tô falando que é mais fácil ir com um tour).

batu caves kuala lumpur malásia

Batu Caves. Foto: arquivo pessoal

Outra questão que não posso deixar de comentar é que em Kuala Lumpur é QUENTE e ÚMIDO! A não ser que você já more em um lugar assim, tipo Belém do Pará, Manaus ou Singapura, vai sofrer com o clima de lá. E como em todo lugar quente e úmido que se preze, há a bendita chuva no final do dia, que é passageira, mas torrencial. Portanto, considere esse fator climático quando planejar o seu roteiro e imagine que, depois de suar bicas, o seu rendimento na viagem irá diminuir e você, provavelmente, vai querer ficara sentado em um lugar fresco, tomando uma cerveja ou um sorvete, que seja, em vez de visitar mais um museu ou atração da cidade. Em resumo: pode ser que você não consiga ver tudo que planejou, como nós, mas tudo bem, aproveite o outro lado que a cidade também tem de bom! (observação: fomos em abril, mas parece que é assim o ano inteiro. Vale conferir a informação antes de viajar 😉 ).

E o que fazer fora de Kuala Lumpur?

Se for ficar 3 dias ou mais por lá, dá para fazer passeios de bate-volta a outras cidades da Malásia. Nos meus planos iniciais, planejei ir para o Parque dos Vagalumes em Kuala Selangor e para a cidade de Malaca, ex-colônia portuguesa. Sei que teriam sido passeios incríveis, mas vai ficar para uma próxima, pois o combo “passeios caros + tá bom aqui tomando cerveja e comendo bem” não nos deixou sair da cidade. Se você animar fazer, programe o Parque dos Vagalumes para o mesmo dia de Batu Caves, já que é o mesmo “rumo”. E separe 1 dia inteiro para Malaca (se quiser dormir por lá, melhor ainda!).

kuala lumpur torre observação

Kuala Lumpur vista do alto. Foto: arquivo pessoal

Há outros lugares interessantes para um bate-volta a partir de KL. Um blog que me ajudou em minhas pesquisas foi o Viaje Leve (vocês até podem ver o meu comentário graciosamente respondido pelo Flávio no final da página). O Flávio passou uma boa temporada na Malásia e tem boas dicas para passar, vale a pena acompanhar o blog dele.

Onde ficar em Kuala Lumpur?

A escolha da sua hospedagem pode fazer uma imensa diferença na sua viagem à Kuala Lumpur. Parece óbvio quando pensamos em qualquer cidade, mas vou explicar melhor o que aconteceu no nosso caso: ao pesquisarmos os melhores bairros para hospedar em KL, vimos que era unanimidade a indicação de Bukit Bintang. Seguimos as dicas e escolhemos um hotel por lá, o Invito Hotel Suites, marcado no mapa abaixo, juntamente com o bairro Bukit Bintang em destaque.

bukit bintang hospedagem kuala lumpur malásia

Bukit Bintang, em Kuala Lumpur. Fonte: Google Maps

E se você olhar mais de perto, vai ver que o hotel é cercado de bares e restaurantes, além de estar a uns 10 min de caminhada do shopping Pavilion e a 25 min das Petronas. A excelente localização do hotel nos fez querer aproveitar o entorno e aí quando tivemos que decidir entre fazer os passeios mais afastados ou aproveitar a cidade, ficamos com a segunda opção (alie isso ao cansaço gerado pelo calor que citei anteriormente…). Tenho certeza que se tivéssemos hospedados afastados dessa região, teríamos feito os outros passeios. Entenderam agora quando eu disse que a escolha do hotel influenciou diretamente no nosso roteiro por lá? Na verdade, na mudança do roteiro.

onde hospedar kuala lumpur malásia

Redondezas do hotel. Fonte: Google Maps

Recomendamos ambos: a área e o hotel. Caso não gostem desse hotel, não tem problema, é só escolher outro ali na região e os “benefícios” serão os mesmos. Especialmente se você é solteiro ou se gosta de aproveitar a vida noturna, essa área é para você!

vida noturna kuala lumpur malásia

Rua Changkat fechada à noite aos finais de semana em Bukit Bintang. Foto: arquivo pessoal

E se você também está procurando um hotel em Kuala Lumpur, que tal reservar por essa caixa de buscas do Booking.com abaixo? Dessa forma, você tem a chance de conseguir ótimos descontos e ainda contribui com uma pequena comissão do blog, sem aumentar em nada o preço final para você! Obrigada 🙂 
Booking.com

***

Espero que tenham gostado desse primeiro artigo sobre Kuala Lumpur! Ainda farei outros dando dicas de restaurantes e contando os lugares que visitamos por lá e achamos que vale a pena. Se tiverem alguma dúvida, deixem nos comentários! Beijo grande e até breve.

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • Ana Luisa novembro 2, 2018

    Adorei as dicas! Sempre passo por aqui pra ver seus relatos! Estou indo pra Kuala Lumpur ano que vem, obrigada!

    • Pollyane
      Pollyane novembro 18, 2018

      Que ótimo, Ana Luisa! Eu ameeeei aquela cidade e sonho em voltar! Aproveite muito! Beijo grande e obrigada por acompanhar o blog!

  • […] comentei no primeiro post que fiz sobre nossos 3 dias em Kuala Lumpur, havia pensado em visitar muitos lugares e fazer tours pelo entorno de KL, mas, quando chegamos […]

  • Alessandra julho 18, 2017

    Adorei o post. Kuala Lampur deve ser um lugar incrível. Tenho muita curiosidade de conhecer estes lugares com culturas tão diferentes.

    • Pollyane
      Pollyane julho 19, 2017

      Oi Alessandra! Eu também espero que vc possa conhecer em breve, porque é muito legal! Eu sou super fã da Ásia 😀 Beijo grande

  • Marcia julho 13, 2017

    Que dicas legais, Polly! Nossa, a Ásia parece pra mim tão distante, será que um dia piso nessas terras? Só temos 10 ou 15 dias de férias e pra ir pro ‘outro lado do mundo’ com esse tempo restrito é complicado, né? Aposentadoria, me aguarde! rsrsr

    • Pollyane
      Pollyane julho 24, 2017

      Oi Márcia, pois é, eu sei que é complicado mesmo. Mas em 10 ou 15 dias já daria para conhecer muita coisa, viu? Se não quiser esperar até a aposentadoria, me dá um toque que eu posso te passar umas dicas 🙂 Beijo!

  • Carolina Belo julho 11, 2017

    Oi Pollyane! Ainda bem que vocês seguiram o “sinal” e foram a KL. Acho que só por ver de perto as Petronas e as Batu Caves já bastaria. No entanto, ainda tem outras opções de passeios legais. Parabéns pelo post!
    Abraços,
    Carolina

    • Pollyane
      Pollyane julho 13, 2017

      Oi Carolina! Pois é, As Petronas e Batu Caves são os principais pontos turísticos e não devem ficar de fora, mas tivemos tempo de aproveitar as outras atrações da cidade e foi ótimo! Beijo grande

  • Douglas julho 11, 2017

    Parece um lugar espetacular, tenho bastante vontade de conhecer!! E também sempre ouvi falar que é uma cidade muito viva! Obrigado pelas dicas!!

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      É exatamente isso, Douglas: viva! Vale a pena conhecer, sim! Eu voltaria lá se tivesse oportunidade ;D beijo grande

  • Katarina Holanda julho 11, 2017

    Que massa, parece um destino incrível! O post ficou bem completo, obrigada pelas dicas <3 Eu não fazia ideia que o clima era assim quente e úmido, achei que fosse mais seco.

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      De seco não tem nada, Katarina! hahaha Acho que é assim o ano inteiro.. Mas dá para aguentar, especialmente se fizermos pausas para refrescarmos entre uma atração e outra 😀 Obrigada pela visita!

  • Giselle de Almeida julho 11, 2017

    Que legal! Não conhecia muito sobre Kuala Lumpur e me pareceu um passeio legal. Amei a dica do stopover, pode ser bem produtivo passar um dia por lá 🙂

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      1 dia é pouco, mas dá para ver o principal da cidade, sim, Giselle! E ainda aproveitar a vida noturna de lá! Se tiver oportunidade, faça um stopover mesmo 😀 Beijo grande

  • Flávio Borges julho 11, 2017

    Demais este relato sobre sua experiência em KL. Pelas fotos e pelo relato, achei que a cidade lembrou um pouquinho Bangkok, uma cidade que me conquistou.
    Espero incluir a Malásia em um próximo roteiro, e certamente utilizarei as suas dicas e a do meu xará Flávio para montar o roteiro!
    Seu post já está nos meus favoritos 😉 Valeu!

    Um abraço!

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      Oi Flávio, obrigada pela visita e pelo comentário! O blog do seu xará dá excelentes dicas para esse destino, aproveite! E eu não conheci Bangkok ainda, mas já ouvi esse tipo de comparação, sim. De todo jeito, essas cidades asiáticas são deliciosas e super animadas, acho que todas valem a visita! hehe. Ainda farei mais posts sobre Kuala Lumpur, depois dê uma passadinha para conferir =D Beijo grande!

  • Flávia Donohoe julho 10, 2017

    com certeza se eu tivesse uma conexão, faria o que você fez, muita gente fala que é a cidade não é isso tudo, mas ficaria poucos dias, agora não sei se faria uma viagem muito longa, gostei das suas dicas, e com certeza irei segui-las, caso haja uma conexão por lá! Beijos

    • Pollyane
      Pollyane julho 10, 2017

      Acho que para conhecer só Kuala Lumpur 3 dias são suficiente, mas se quiser estender sua visita a outros lugares do país, daí vai precisar de mais tempo.. e aposto que vale a pena! Eu voltaria para a Malásia na primeira oportunidade =D Muito obrigada pela visita, Flávia! Beijo

  • Gabi julho 10, 2017

    Eu só ouço falar bem de KL, inclusive isso aí que você disse: cidade VIVA! Tenho amigas que já moraram, amigos morando, e uma amiga que mora em Bangkok e quer se mudar pra lá, pois diz que é mais agitada, veja só… Achei muito legal seu relato, bem honesto haha: fizemos planos, jogamos os planos pro alto e fomos curtir o dia. Eu sou dessas… anoto todas as coisas turísticas para ver, mas quase nunca vejo, porque sempre acabo me entregando aos bares, restaurantes, a sentar e ver a vida passar. Massagem a cada esquina então, eu ia morrer haha! Beijos POlly!

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      Oi Gabi! Pois é, menina, foi difícil seguir o roteiro com tantas tentações em cada esquina! Posso botar a culpa no calor? hehehe As massagens, então, eram providenciais! Eu só ouço falar bem de Kuala Lumpur e minha curta experiência por lá só confirma isso.. Espero que possa visitar os seus amigos em breve, vc vai adorar! Depois me conta 😀 Beijo grande.

  • Meu, que demais!!!
    Nunca fui pra essas bandas, mas fico alucinada e me coçando pra ir a cada post seu que eu leio. Sensacional essa oportunidade e experiência que você está podendo vivenciar em cada uma dessas cidades.

    • Pollyane
      Pollyane julho 11, 2017

      Oi Niki! Também sou muito grata pela oportunidade de conhecer esses lugares… Daí surge aquele drama: voltar para os lugares que amei ou desbravar outros? Dúvida cruel de todo viajante! Olha, quando puder, vá para essas bandas também! A Ásia me conquistou de um jeito que tá difícil pensar em roteiro para outro lugar… Obrigada pela visita! Beijo grande.

  • Camila Lisbôa julho 9, 2017

    Eu lembro bem de um “o mundo segundo os brasileiros’ na Malasia que fiquei encantada por Kuala Lumpur… depois disso, a cada post que leio, é só vontade de ir! Adorei as dicas!!

    • Pollyane
      Pollyane julho 9, 2017

      Sério, Camila? Vixi, nem sei se quero ver então, porque como já me apaixonei ficando só 3 dias lá, se assistir vou querer me mudar na hora! hahah Vá mesmo, viu? Beijo grande