09 de julho de 2017

O que comemos em Bali e Gili?

Esse post é dedicado especialmente à Laylla, amiga de Abu Dhabi e seguidora do blog que recentemente adotou a dieta vegana e viajará para Bali e Gili em breve.

Tem gente que viaja pensando em comer, outros acham que esse é o maior desafio que encontrarão ao saírem do conforto de suas casas. Eu me encontro no meio do caminho: fico empolgada com a expectativa do que vou encontrar, mas tenho receio em comer algo que não me faça bem, ou que não encontre pratos sem carne que me agradem. Meu marido é do time que, não importa o lugar, ele sempre vai pedir as mesmas coisas (carne, massas, arroz).

Em Bali, e nos outros lugares da Indonésia que visitamos, comemos muito bem! Foi uma surpresa positiva a comida local e já até compartilhei em alguns posts. Nossa viagem pela Indonésia contemplou 4 ilhas: Bali, Gili Trawangan, Lombok e Sonda Oriental (Labuan Bajo e Komodo). Hoje, porém, vou falar somente sobre das duas primeiras, exclusivamente sobre comida, mostrando alguns pratos que comemos por lá (já aviso que as fotos não estão boas, porque costumo fotografar a comida mais para guardar como registro do que para publicar…).

Comidas em Bali

Satay são espetinhos de carne, frango, porco ou peixe. São presença garantida em praticamente todos os restaurantes de Bali e, claro, vegetarianos e veganos não vão querer pedir esse prato. Para quem come qualquer tipo de carne, vale a pena, pois os molhos que eles colocam são únicos e, como estamos falando de Bali, sempre virá um arroz para acompanhar! Esse da foto abaixo comemos em Bali, na noite extra que ficamos lá porque perdemos o voo.

satay espetinho bali

Satay de peixe e arroz. Bali. Foto: arquivo pessoal

Em Ubud, por ser um local mais “espiritual”, com vários estúdios de ioga, o que acaba atraindo mais pessoas que seguem dietas naturais, vegetarianas ou veganas, vai ser fácil achar pratos que se encaixem nessa dieta. Os dois pratos seguintes eu pedi no meu hotel (contei tudo aqui sobre ele). No primeiro, salada de mamão verde, folhas, pimenta e tem um camarão aí em cima, que é só pedir para tirar. No segundo prato, lasanha de berinjela com tomate, cenoura (que parece espaguetti) e queijo. O restaurante do hotel era bem flexível com os pratos, portanto, acho que não teriam problema em tirar o queijo, no caso dos veganos.

salada asiática bali

Salada em Bali. Foto: arquivo pessoal

comida vegetariana bali

Lasanha de berinjela. Foto: arquivo pessoal

Comida italiana é sempre democrática: agrada a todos os paladares e dietas! Na foto abaixo, uma deliciosa bruschetta que comemos em Ubud, em um restaurante italiano super típico que recomendei nesse post! Vale super a pena, independente das suas preferências alimentares, dar uma passadinha por lá.

comida italiana bali

Bruschetta em Bali. Foto: arquivo pessoal

O arroz frito mais gostoso que comi na vida foi em Bali! Por lá, ele é chamado de Nasi goreng e também é figurinha certa nos cardápios da ilha. Vegetarianos e veganos, porém, devem ficar atentos: há ovo no meio do arroz e geralmente ele vem acompanhado de um espetinho, ou satay, da carne de sua preferência. O cracker que o acompanha também pode ser de peixe. Portanto, pergunte antes e peça para modificar o prato, se for o caso. De todo jeito, é um prato delicioso e vale a pena provar. Já passei a dica desse restaurante nesse post. O segundo prato foi o do marido, que coloquei para ilustrar a riqueza de vegetais e o capricho que eles têm com a apresentação do prato.

nasi goreng bali

Melhor arroz frito da vida. Foto: arquivo pessoal

comida balinesa

Comida balinesa. Foto: arquivo pessoal

Fomos em 2 restaurantes japoneses em Ubud, já até passei a dica deles aqui nesse post. No Rouge, das fotos abaixo, além do sushi delicioso, há opções de drinks e uma sobremesa divina que servem por lá, além do ambiente, que é muito bacana. Recomendo!

sushi bali

Foto: arquivo pessoal

Sobremesas

A sobremesa divina que comentei na foto anterior é essa aqui abaixo: o molten cake de chocolate, que com certeza não é vegano, mas pode ser pedido pelos vegetarianos e demais.

molten cake bali

Molten cake de Bali. Foto: arquivo pessoal

Falando das sobremesas típicas, tirei foto do cardápio do restaurante do nosso hotel. Nas duas fotos seguintes, o Guy Buchie e o Limpang Limpung de banana. A primeira, vegana, deliciosa. A segunda é mais para quem gosta de fritura, que não é o meu caso. Pedi mais para provar. Em se tratando de sobremesas, devo confessar que prefiro as ocidentais.

sobremesas bali indonésia

Cardápio de sobremesas Bali. Foto: arquivo pessoal

sobremesa balinesa

Guy buchie. Foto: arquivo pessoal

Limpang Limpung bali banana

Limpang Limpung. Foto: arquivo pessoal

Pelas ruas de Bali

Em Lombok, quando visitamos a cachoeira, senti fome e comprei bananas na rua. Essa é uma opção barata, deliciosa e saudável. Eu não compraria frutas descascadas na rua e sairia comendo, mas banana é tranquilo. Na foto abaixo, uma banquinha de frutas no Mercado Tradicional de Ubud. Na foto seguinte, um mercadinho de Ubud, mostrando a diversidade de frutas e verduras. A terceira foto peguei na internet para mostrar os carrinhos que vendem comida de rua em toda Bali. Eu sei que meu trato digestivo não aguenta o tranco, e nossos motoristas nos recomendavam não arriscar, então, fica como informação a quem quiser provar.

frutas bali

Frutas em Ubud. Foto: arquivo pessoal

frutas verduras bali

Mercado em Bali. Foto: arquivo pessoal

comida de rua bali

Comida de rua em Bali. Foto: CC

Bebidas

A foto abaixo é da nossa primeira noite em Bali. Morri de alegria por tomar um suco de maracujá fresquinho, já que aqui em Abu Dhabi é muito difícil de encontrar e é caríssimo! Em Bali, sucos naturais são baratos e deliciosos! O modo de preparo é um pouco diferente do Brasil, eles colocam o Kembang Rampe, que eu apelidei de “cheiro de pipoca de Bali” e outras coisas, inclusive leite (atenção, veganos). Eu sempre pedia sucos naturais em todos os restaurantes. Marido, como já avisei vocês, sempre pedia coca mesmo.

suco natural bali

Suco de maracujá delicioso em Bali. Foto: arquivo pessoal

Não podemos falar em gastronomia de Bali sem falar do café Luwak, não é mesmo? Esse curioso café, feito a partir das fezes de civeta, é bem saboroso, especialmente servido com o chocolate orgânico balinês. Já fiz o relato completo da nossa experiência provando essa “iguaria” nesse artigo. Recomendo a leitura antes de viajar para Bali 😉

café luwak bali chocolate

Café Luwak e chocolate orgânico. Foto: arquivo pessoal

Além do café Luwak, tomamos várias vezes o café balinês comum. A diferença principal é que ele não é coado, então a borra fica decantada. Pode ser um pouco estranho no começo, mas depois nos habituamos. O café é forte e gostoso.

café balinês borra

Café balinês. Percebem a borra nas bordas? Foto: arquivo pessoal

Outra opção de bebida quente é chá! E em Bali há vários tipos. Provamos essa degustação na fazenda do café Luwak. Gostei muito de alguns, o problema é só querer tomar chá no calorão de Bali, mas para quem gosta, é uma experiência que vale a pena demais!

degustação chás bali

Degustação de chás em Bali. Foto: arquivo pessoal

Ah, como eu estava com saudades de tomar uma água de coco gelada! Em Bali, é muito comum, e barato também! Uma delícia e super saudável, ainda mais por causa do calor de lá.

coco gelado bali água

Coco gelado em Bali. Foto: arquivo pessoal

Outra bebida refrescante que tomamos MUITO, haha, não vou negar, foi a Bintang! A cerveja local, Pale Lager, gostosa, que é vendida no país inteiro. Ela é tipo a “Heineken” da Indonésia. Tomamos em todas as 4 ilhas! Na foto abaixo, nossas Bintangs nos acompanhando no pôr do sol em Gili Trawangan.

cerveja típica indonésia bali bintang

Bintang, cerveja da Indonésia. Foto: arquivo pessoal

Além dos sucos de frutas naturais, que falei antes, há muitas opções de drinks alcoólicos de frutas também. Provei esse na praia em Gili Trawangan e tava uma delícia, mas, vou assumir aqui que ele não me “saiu” bem. Talvez porque em Gili, por ser uma ilha que não possui fontes de águas doce, seja mais propícia à contaminação por bactérias ou vermes. Enfim, nem quero falar sobre isso agora, mas fica a dica de evitar bebidas naturais em Gili. Eu, pelo menos, se voltasse lá, ficaria só na Bintang mesmo.

drink praia gili indonésia

Drink na praia em Gili T. Foto: arquivo pessoal

Em Gili Trawangan

Em Gili T., cuja experiência completa relatei aqui a vocês, tomamos deliciosos cafés da manhã no hotel, de frente para o mar, com o pé na areia. As opções eram bem variadas, na foto abaixo, tinha escolhido torrada com ovos mexidos e salmão defumado, café, suco e crepes ali atrás. Na segunda foto, o nosso jantar na Regina Pizzaria que, tenho certeza, tem opções vegetarianas; veganas eu não posso afirmar.

café da manhã gili

Café da manhã em Gili T. Foto: arquivo pessoal

pizzaria gili trawangan

Nossas pizzas em Gili T. Foto: arquivo pessoal

Outras dicas sobre alimentação em Bali

Há vários restaurantes vegetarianos e veganos em Bali. Eu não fui a nenhum porque o marido não topou… E como me viro bem em qualquer lugar, até porque eu como peixe, não tinha necessidade de procurar um restaurante especializado. Se você quiser conhecer algum deles, é só olhar no Trip Advisor que tem várias indicações.

O que eu percebi em Bali é que eles são muito tranquilos em relação ao vegetarianismo. Alguns hindus seguem essa dieta e a alimentação deles já é rica em proteínas de fontes vegetais. Você vai notar, por exemplo, que há muito amendoim na comida, in natura ou em forma de molho. Porém, eu aconselho sempre a perguntar claramente se o seu prato não contém carne ou peixe. Para eles, assim como para outras pessoas pelo mundo afora, peixe não é carne, então é preciso especificar.

Os cardápios estavam sempre escritos em inglês. Era como na foto que mostrei da sobremesa: o nome típico na língua local e a descrição dos ingredientes em inglês. Na dúvida, eu jogava o nome do prato no Google Imagens para ver a “cara” do prato.

Se forem fazer passeios quem incluam a alimentação, deixem claro uma CENTENA de vezes as suas restrições alimentares. No passeio de barco de dia inteiro que fizemos em Komodo, apesar de eu avisar que não comia carnes (especificando frango, porco e vaca), eles fizeram a minha marmita com arroz branco, frango frito e repolho. Eu comi um pouco do arroz, mas o que salvou o meu dia foi o amendoim que vendiam no Parque de Komodo. Arrependi de não ter levado algo para comer e, por isso, aprenda com meu erro e leve algo com você, só por garantia.

onde comemos em bali

Restaurante italiano em Bali. Foto: arquivo pessoal

Em resumo, seja você vegano, vegetariano ou onívoro, comerá muito bem em Bali! É preciso ter cuidado com comidas de rua, mas no geral observei que eles têm muito cuidado com a higiene e preparo dos alimentos, até porque há muitos turistas, que adoram escrever uma resenha maldosa na internet. Não deixe de provar os pratos típicos e arriscar combinações novas que eles oferecem! Se se cansar da comida asiática, não irão faltar opções ocidentais, como pizzas e sanduíches. Nos cafés da manhã, sempre tínhamos ambas as opções: ocidentais e orientais.

Espero que aproveitem as dicas e não deixem de conferir os outros posts sobre a Indonésia. Até mais!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress