Como contei nesse artigo, decidimos ir para Nairóbi, capital do Quênia, em um feriado em junho deste ano. Só teríamos 3 noites na cidade, então precisei planejar tudo nos mínimos detalhes para que pudéssemos aproveitar ao máximo. E, passada a viagem, posso afirmar: foi um sucesso!

Eu jamais recomendaria que você voasse do Brasil para a África para passar apenas 3 noites, mas se acontecer de você estar morando em outro lugar (como nós, aqui em Abu Dhabi), ou mesmo se tiver um voo que faça escala no continente, daí recomendo que você avalie se vale a pena sair do aeroporto e conhecer a cidade em questão.

Ao decidir passar tão pouco tempo em uma cidade, você precisa planejar bem o que vai fazer e qual é o seu objetivo. Se for em uma cidade como Nova Iorque, pode esquecer o que eu disse: apenas reserve um hotel em Manhattan e seja feliz por suas ruas e lojas. Mas, quando falamos em África, planejar esse tipo de “detalhe” é necessário para, inclusive, garantir a sua segurança e bem-estar na viagem. Portanto, é essencial que leia e se informe bem antes de fazer as malas!

museu nairobi o que fazer

Museu Nacional de Nairóbi, Quênia. Foto: arquivo pessoal

Em relação à comida, é sempre uma dualidade, pois ao mesmo tempo em que é super excitante sair e comer pelas ruas, no lugar que mais te chamar a atenção, um grão de feijão azedo e você arruinará alguns dias da sua viagem e, nesse caso, se ela já é curta, então já era. Portanto, eu digo por mim, mas também serve como dica: não arrisque comer em qualquer lugar, muito menos na rua. Sempre que viajo, já dou uma “sondada” nos restaurantes bem recomendados que existem perto do hotel e pegou outras dicas com quem já esteve na cidade. Se acontece de chegar a um restaurante que não estava previsto, pego o celular e confiro as avaliações antes de sentar e pedir um prato. Esse tipo de cautela tem me ajudado a viajar sem problemas gastro-intestinais, com raras exceções.

Hospedagem em Nairóbi

Ao escolher a sua hospedagem em Nairóbi, tenha em mente 2 coisas principais: segurança e trânsito. Para minimizar esses fatores, é primordial que escolha um hotel que esteja bem localizado e tenha boas indicações de outros viajantes. Eu tive a sorte de poder conversar com uma brasileira que morou lá (obrigada, Renata Rossi) e ela me indicou a área em que deveríamos nos hospedar, levando em consideração esses dois fatores que falei inicialmente.

Continue lendo

setembro 14, 2017

Lombok: hospedagem, restaurante e praias

Já fiz outros 2 artigos sobre Lombok, a ilha da Indonésia que visitamos em junho de 2016, juntamente com Bali e o arquipélago de Komodo. Em um dos artigos, contei...

setembro 12, 2017

8 curiosidades ao pagar a conta nos Emirados Árabes

Todas as vezes que vou passar férias no Brasil, como aconteceu mês passado, fico ainda mais admirada das diferenças que existem entre os dois países; das enormes, tipo religião, às...

setembro 08, 2017

8 on 8 – Elementos urbanos (de Tbilisi)

O tema do Projeto 8 on 8 deste mês foi “Elementos Urbanos“, onde teríamos que escolher 8 fotos que mostrassem algo de “urbano” de algum lugar. Bom, pelo menos essa...

setembro 06, 2017

Assuã: muito melhor do que eu esperava

Assuã, Assuão ou Aswan, no sul do Egito, cujo nome significa mercado, é considerada a “porta de entrada para a África”. É uma cidade localizada nas margens do Rio Nilo,...

agosto 31, 2017

Vida real da mulher ocidental em Abu Dhabi

Entre as TOP 5 perguntas que recebo, seja de família/amigos no Brasil ou de leitores que me escrevem, é sobre a vida da mulher ocidental em Abu Dhabi. As pessoas...

agosto 08, 2017

8 on 8 – Comidas (no Vietnã)

O tema do 8 on 8 desse mês foi controverso: ao mesmo tempo que é super fácil falar de comida, a tristeza foi ter que rever as fotos dos pratos...

julho 24, 2017

Penglipuran: vila tradicional em Bali

Em nossa viagem pela Indonésia, visitamos 2 vilas tradicionais, a Penglipuran, em Bali, que falarei hoje, e outra em Lombok, que já falei nesse post. Como vi que os dois...

julho 21, 2017

Lombok: Sade, Vila Tradicional Sasak

Imagine conhecer uma vila que possui língua, religião, arquitetura e costumes únicos. Onde a maioria nunca saiu dali e não sabe como é o mundo “lá fora”. Bom, felizmente, ainda...

julho 19, 2017

Bali handmade: madeira, prata e tecidos

Eu não fazia ideia que Bali tinha uma forte tradição em esculturas de madeira, jóias em prata e tecidos, que eles chamam de “Batik”, mas foi só chegar lá e...

1 2 3 4 25