Em nossa viagem pela Indonésia, visitamos 2 vilas tradicionais, a Penglipuran, em Bali, que falarei hoje, e outra em Lombok, que já falei nesse post. Como vi que os dois lugares ainda são desconhecidos pela maioria dos turistas que visitam o país, achei que valia a pena trazer a dica para o blog, caso esteja procurando um lugar “diferente”, que não esteja nas rotas tradicionais do turismo e, consequentemente, mais vazio. Espero que aproveitem as informações e as incluam em seus roteiros, caso seja possível.

Desa Tradisional Penglipuran – Bali

Calma, gente! O “tradicional” do subtítulo acima é com S mesmo, porque está escrito em indonésio 😉 Caso você precise do nome correto para colocar no GPS ou informar ao motorista, é exatamente como esse aí.

Visitamos essa vila ao acaso, ela não estava em nosso roteiro por Bali. Fomos parar até lá por causa do nosso motorista-fiscal-de-menstruação-alheia (como assim?) que, por não ter onde nos levar por conta da minha impossibilidade de entrar em templos, resolveu nos levar à vila. Bom, pelo menos foi ótimo negócio!

Penglipuran Village fica em Bangli, Bali, não muito longe dos Templos Gunung Kawi e Tirta Empul. Fomos com o nosso motorista, de carro, portanto não sei se é possível acessar o local de outra forma.

onde fica penglipuran vila village

Localização da Penglipuran Village. Fonte: Google Maps

Penglipuran possui uma estrutura social e cultura únicas. O seu nome significa “lembrar os antepassados” e também “relaxamento”, pois o lugar era utilizado desde a época em que Bali possuía imperadores e os mesmos iam até lá para se entreter e ter bons pensamentos. A vila fica a 700 m acima do nível do mar, sendo um oásis de frescor no clima calorento de Bali.

A vila contém exatamente 76 casas desde a sua fundação. As leis locais não permitem ampliar esse número, bem como dita regras de higiene e organização. Todas as casas são construídas de acordo com a arquitetura balinesa, seguindo os preceitos da religião hindu. No ponto mais alto da vila há um templo, que eu não entrei por causa da minha situação “impura”, mas marido entrou com o motorista e disse que é legal.

Desa Tradisional Penglipuran templo

Templo de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Desa Tradisional Penglipuran bali

Templo de Penglipuran – marido e o motorista fiscal. Foto: arquivo pessoal

Achei a vila uma fofura! As fachadas todas iguais, os lindos jardins e o ar fresco foram realmente um momento de paz que precisávamos em nossa viagem a Bali! Também tivemos a oportunidade de entrar em uma das casas, onde um sorridente senhor nos recebeu com alegria, embora ele não falasse inglês. Compramos alguns souvenires dele (eles complementam a renda dessa forma, vendendo souvenir em seus quintais) e fomos embora. Não tivemos tempo de ver a plantação de bambu deles, que é a principal fonte de renda da vila.

Li que os moradores de Penglipuran realizam vários rituais por lá, mas não tivemos a oportunidade de ver nenhum. Se você está programando a sua visita para Bali, já veja sobre a possibilidade de ver alguma coisa nesse sentido, acho que deve ser bem bacana!

Desa Tradisional Penglipuran bali

Entrada da Desa Tradisional Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran.

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali arquitetura balinesa

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

balinês bali casa vila tradicional

Senhorzinho que nos vendeu os souvenires. Foto: arquivo pessoal

Vila tradicional de Penglipuran bali

Vila tradicional de Penglipuran. Foto: arquivo pessoal

***

A nossa visita a essa vila foi rápida, durou cerca de 1 hora, somente. Vi em alguns blogs que há quem consiga visitar a plantação de bambu também e deve ser bem interessante. Eu não diria que é um passeio imperdível, até porque Bali tem muitos lugares incríveis, mas acho super válido, especialmente se você estiver pela região e quiser fazer um passeio que não seja “templo”. Como o lugar pode ser visitado bem rapidinho, e é um lugar agradável, acho interessante como uma paradinha pós-almoço, enquanto descansa para desbravar o próximo templo.

Confira outras dicas de Bali e da Indonésia aqui. Beijo grande e até a próxima!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress