É inegável que o Brasil esteja passando por uma grande crise econômica, política e moral. Não está fácil para ninguém, seja você de esquerda, direita ou ponta-cabeça. Em consequência disso, devido a uma crescente insatisfação com o país, muitos brasileiros têm procurado oportunidades de trabalho e moradia no exterior.

Comumente, recebo mensagens de pessoas que pensam em se mudar para Abu Dhabi e que me questionam se com o salário X conseguirão sobreviver aqui; ou se dá para pagar a escola das crianças; ou se conseguirão economizar. Pensando nisso, vou listar as principais perguntas que recebo e também incluir alguns alertas às pessoas que estão pensando em se mudar para cá:

1 – Custo de vida

Sem dúvidas, a pergunta que eu mais recebo é: “com o salário X, eu posso viver bem aí?”. E o problema é: vocês conseguem imaginar o quanto a resposta a essa pergunta é pessoal e envolve INÚMEROS fatores? Seria até desonesto de minha parte te dizer que “sim” ou que “não”.

yes-941500_960_720

Foto: CC

Já fiz vários posts sobre aspectos que você deverá considerar antes de se mudar para cá. Você precisa saber aonde quer morar; se virá com família, principalmente filhos; se terá que arcar com escola/faculdade; se precisará comer fora todos os dias; qual é o seu estilo de vida e qual atividades de lazer você gosta; etc., etc., etc.

Uma das despesas mais pesadas (se não for A mais pesada) é o aluguel. Como já falei em posts anteriores, ele deverá ser pago anualmente, em uma única parcela. Algumas empresas já disponibilizam a moradia. Portanto, avalie bem esse fator (a não ser que você tenha pelo menos 150 mil reais em conta para pagar o aluguel, aí tudo bem).

Escola para as crianças também é muito caro. Vocês podem ser mais sobre esse assunto aqui. Outro aspecto da vida que é muito caro é lazer – e é também o ponto de maior liberdade de escolha que você terá. Portanto, depende de você, das suas escolhas e do seu estilo de vida.

2 – Informações da internet

Muita, muita atenção a tudo que você encontra na internet sobre Abu Dhabi. Antes de me mudar, também fiz minhas pesquisar e percebi que muitas coisas não eram como eu havia lido – além de pouca informação disponível (um dos meus motivadores a fazer o blog).

download

Foto: CC

Como já falei nesse artigo, aqui há censura nos meios de comunicação, o que pode enviesar ou tendenciar a sua pesquisa. Fique atento!

3 – LEIA o contrato

Parece bobagem, mas muita gente não lê devidamente o contrato de trabalho, inclusive todos os benefícios (ou a falta deles) que terá no novo emprego.

Não sente segurança com o inglês? Peça ajuda a alguém que saiba melhor que você ou, se for o caso, contrate um profissional.

LEIA, LEIA, LEIA e LEIA.

Ecrivains_consult_-_Texte_4_mains

Foto: CC

 4 – Direitos trabalhistas diferentes – lei nova

Recentemente, as leis trabalhistas dos Emirados Árabes foram alteradas. Aqui segue o site oficial onde você poderá encontrar todas as informações que desejar.

5 – Converse com pessoas da mesma área e empresa

Infelizmente, também não é incomum que as pessoas sejam “enganadas” ou tenham “entendido erroneamente” as informações do contrato de trabalho. A melhor maneira de evitar que isso aconteça com você – e que você passe por uma grande decepção e problemas, é conversar com outros profissionais que foram contratados pela mesma empresa.

Quando isso não for possível, tente conversar com profissionais da sua mesma área de atuação para saber como é o mercado e outras questões relativas à sua área. Não se sinta constrangido em perguntar, mas tenha bom senso e respeito pelas pessoas a quem pede informação. É muito desconfortável ser perguntado de sua vida pessoal, ou ser bombardeado de perguntas e nem mesmo receber um “obrigado” de volta.

6424461231_5a2ee23ebe_z

Foto: CC

6 – Informações no site da Embaixada do Brasil em Abu Dhabi

É sempre bom e útil visitar o site da Embaixada do Brasil em Abu Dhabi, caso a sua mudança esteja certa.

7 – Grupos de Brasileiros em Abu Dhabi no Facebook

Novamente, se já é certo que você se mudará para cá, procure o grupo de Brasileiros em Abu Dhabi no Facebook. Usando o recurso de “lupa” no grupo, você poderá encontrar várias de suas dúvidas já respondidas por outras pessoas, ou, quando for o caso, questionar sobre um assunto diferente.

Além disso, o grupo é uma das maiores possibilidades que você encontrará para se aproximar de outros brasileiros, marcando encontros, atividades esportivas, encontros religiosos etc.

8 – A vida no exterior é boa, mas não é para todo mundo

Aqui é longe do Brasil e as passagens são caríssimas, a cultura é diferente (que pode ser bom ou ruim, depende de você), as leis são muito rígidas, o custo de vida é alto. Em contrapartida, a cidade oferece segurança, qualidade de vida (complicado, durante o verão), acesso a variados produtos e marcas, experiência de vida e profissional e, claro, a oportunidade de morar no exterior, praticando a tolerância e aprendendo mais sobre o mundo.

O que é mais importante para você? A oportunidade de trabalho é incrível? O salário é bastante tentador? Vale a pena sair da sua zona de conforto no Brasil? Você se adapta bem a novas culturas, línguas, clima e estilo de vida? Como é, para você, ficar longe da sua família e amigos no Brasil?

26217085226_da665d0694_z

Abu Dhabi. Foto: Renata Zagato Flickr

Infelizmente, não existe uma fórmula mágica ou um programa que calcule todas as suas variáveis e te diga se vale a pena se mudar para cá ou não. Mudar de país, especialmente se você tem filhos pequenos, é uma decisão grande e deve ser tomada com muita cautela. Contudo, felizmente, hoje temos acesso a vários recursos e informações que aproximam a nossa expectativa da realidade e cabe somente a você procurar se informar o máximo e tomar a melhor decisão para você e sua família.

Da minha parte, desejo sorte e, pessoalmente, digo que adoro esta cidade e acho um excelente lugar para quem deseja criar os filhos com segurança, educação e saúde de qualidade. Se você deseja “curtir a vida adoidado” e aproveitar o que o país pode te oferecer, terá muitas opções disponíveis, mas se você quer levar um estilo de vida mais pacato, a fim de poupar para o futuro, também conseguirá fazendo algum esforço.

Espero que este post possa te ajudar e, caso seja possível, também me coloco à disposição para responder eventuais dúvidas nos comentários abaixo. Beijo grande!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • rod junho 26, 2016

    Olá poly ,me chamo Rosana e estol muito entusiasmada com tudo que tenho ouvido falar sobre abudabi . gostei muito do seu blogue.

    Morei em zurik na suiça ,e me casei com um brasileiro que morava lá .ele fez curso de motorista de guindaste lá .estudou lá encino fundamental e médio ,fala alemão fluente . eu só falo um pouco de inglês. Gostaríamos muito de irmos trabalhar ai .comecei a pesquisar hoje gostaria de ajuda de como e quem devo procurar ou quais site acessar para me enformar melhor para conseguir ir trabalhar ai des de já muito obrigada.

    • Pollyane
      pollyanerezende julho 2, 2016

      Oi Rosana. Muito obrigada pelo contato. Há vários sites de pesquisa de empregos. O “tio Google” sabe melhor que eu! Hehehe. Sobre o inglês, é fundamental para conseguir uma posição aqui. Boa sorte!

  • Rodrigo P. abril 24, 2016

    Você mora em que região ai ? Vi que os preços de moradia variam muito. Tem uma região chamada Khalifa City A que os preços são mais em conta, porém, no geral é tudo caro mesmo. Um outro lugar que parece ter um bom custo beneficio pelo que andei lendo é “Al Khalidyah”, algo assim..

    • Pollyane
      pollyanerezende abril 24, 2016

      Eu moro perto de Al Khalidyah – é uma localização mais central. Khalifa City A é afastado do “centro” da cidade. O que você precisa ver é onde será o seu trabalho e a escola das crianças. Em Khalifa City há mais opções de casa e, apesar de o preço ser mais em conta, muitas vezes a manutenção da casa (e as despesas, como energia), podem acabar saindo mais caras.

  • Rodrigo P. abril 15, 2016

    Olá Polly !
    Tenho acompanhado seu blog e tem me ajudado muito. Recebi uma oferta de emprego para Abu Dhabi e estou analisando o “package” oferecido por eles, pois sou casado e tenho 2 filhas (7 e 2). Minha maior preocupação é minha esposa que não sabe nada de inglês e é fotógrafa aqui no Brasil. Ela não possui formação, porém é uma excelente profissional na área dela, mas essa questão do idioma me preocupa.

    • Pollyane
      pollyanerezende abril 17, 2016

      Olá, Rodrigo! Muit obrigada pela visita e pelo seu comentário. Fico muito feliz que eu esteja te ajudando de alguma forma 🙂 Sobre a sua preocupação em relação à sua esposa, geralmente o que eu percebo é que as esposas se dedicam a aprender ou reforçar o inglês e depois partem para o mercado de trabalho. Enquanto isso, elas aproveitam para se dedicar somente aos filhos, marido e casa, além de se juntar à imensa comunidade de brasileiras na mesma situação. Não se preocupe, pois há muitas mulheres nessa condição por aqui (eu, inclusive) e com um pouco de paciência e resignação (de ambas as partes), dá tudo certo! Beijo grande e boa sorte!

      • Rodrigo P. abril 17, 2016

        Muito obrigado pelas dicas Polly !!
        Uma outra coisa que me preocupa é essa questão de transporte público. Sempre fiz uso aqui no Rio de Janeiro, apesar estar longe de ser bom. O problema é que nossa CNH não é aceita ai nos Emirados e obviamente vai me tomar algum tempo tirar uma nova. Ainda estou negociando o package, mas sei que eles incluem 25K AED por ano para cada filho para financiar os estudos. Vi que as escolas são caríssimas ai.
        Estou vendo se consigo um housing allowance pois moradia com certeza vai consumir boa parte do salário que estão oferecendo.
        A minha esperança em relação a minha esposa é ela por um tempo conseguir fazer amizades com brasileiros morando ai, pq fora isso vai ser deveras complicado pra ela.
        1 Abs e continue postando !!

        • Pollyane
          pollyanerezende abril 17, 2016

          Oi Rodrigo! Pois é, não há metrô ou trem na cidade, mas há ônibus coletivo – apesar de eu nunca ter usado e não ter uma experiência própria para te relatar. Táxis e uber não são caros aqui e todos fazemos muito uso deles. Realmente, nossa CNH não é aceita e o processo para obter a habilitação aqui é chata, porém há muitas pessoas que podem te ajudar, pois todos passaram por isso. Sobre o valor da escola dos seus filhos, se eu fosse você daria uma boa olhada na tabela de preços das escolas e, talvez, negociaria melhor esse valor. Em relação à moradia, sem dúvida que é algo que deve ser bem analisado, pois é MUITO caro, como você mesmo já sabe. Sua esposa estará bem, não se preocupe! Hehehe. Obrigada pelo comentário! Beijo grande.

      • Rodrigo P. abril 22, 2016

        Ótimo ! Isso me deixaria um pouco mais confortável.
        A empresa ainda não fechou comigo, ainda resta uma última entrevista. O custo de vida tirando moradia é tão diferente assim do Brasil ? Me ofereceram aí 3x o que ganho aqui, incluindo o housing allowance.
        Na estimativa que fiz, os valores levando em consideração as despesas que eu teria aí nem é tão diferente assim. Mas encaro a segurança, saúde e educação como pontos favoráveis daí.

        • Pollyane
          pollyanerezende abril 22, 2016

          Sim, são pontos favoráveis. Bom, o custo de vida é mais alto, mas se aproxima de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo. Eu sou de uma cidade onde o custo de vida era menor, por isso estranhei tanto.

  • Márcia abril 8, 2016

    Polly com certeza se eu fosse mais nova e dominasse o inglês tentaria …