16 de janeiro de 2017

Roteiro de 5 dias pela Jordânia

Em dezembro de 2016, fizemos uma viagem de 15 dias pelo Egito e Jordânia. É comum que viajantes escolham fazer esses dois países no mesmo roteiro e, para nós, não foi diferente, principalmente porque o voo mais barato de Abu Dhabi para Cairo fazia escala em Amã, capital da Jordânia. Logo, já que o avião passaria por lá na ida e na volta, por que não já conhecer também este país tão encantador aqui pertinho?

No total, foram 10 noites no Egito e 5 noites na Jordânia. Neste artigo, focaremos somente no roteiro da Jordânia, enquanto o roteiro do Egito ficará para outra ocasião.

Nas ruínas da cidade romana de Jerash, Jordânia. Foto: arquivo pessoal

Primeiramente, gostaria de dizer que 5 noites foram ideais para a nossa visita ao país. É claro que ainda havia outras coisas a serem exploradas, principalmente em Amã e em sua região norte, mas posso afirmar que vimos o principal e não acho que “preciso” voltar para ver as coisas que faltaram. Então, sim, 5 dias são suficientes!

Se você também mora no Oriente Médio, pode aproveitar um feriado prolongado e conhecer a Jordânia. Se você está vindo do Brasil ou de outro país mais distante, uma boa ideia é combinar o roteiro com outro país próximo (Egito, Israel e Palestina são os mais comuns).

Nós deixamos para conhecer o país na “volta” da viagem, ou seja, depois do Egito. Então, saímos cedo de Hurghada, pegamos um voo que fez escala em Cairo e fomos para Amã. Utilizamos a Egyptair no primeiro trecho e a Royal Jordanian no segundo.

Roteiro de 5 noites na Jordânia

O nosso roteiro ficou assim:

Dia 1: Fomos do aeroporto para o hotel em Amã. Descanso.

Dia 2: Começamos o dia visitando Citadel, em Amã. Depois do almoço fomos para as ruínas romanas de Jerash (também chamada de Gérasa) e depois para o Castelo de Ajlun. Noite em Amã. (Posts aqui e aqui)

Dia 3: Saímos cedo de Amã rumo ao deserto Wadi Rum e depois fomos para o hotel em Petra. Descanso. (Post aqui)

Dia 4: Dia inteiro em Petra, mais de 15 quilômetros de caminhada. Dormimos no hotel em Petra. (Post aqui)

Dia 5: Saímos cedo rumo a Madaba, cidade cristã dos mosaicos. Passamos pelo Monte Nebo e seguimos para o Mar Morto. Dormimos no hotel no Mar Morto. (Posts aqui e aqui)

Dia 6: Saída pela manhã para o Aeroporto em Amã. Chegamos em Abu Dhabi no final da tarde.

citadel amã jordânia

Citadel, em Amã. Foto: arquivo pessoal

Considerações pessoais sobre o roteiro

Como viram, o roteiro é bem simples. Na verdade, a maioria dos roteiros pela Jordânia são desse jeito, mudando algumas vezes somente a ordem das cidades. Vamos agora a algumas considerações pessoais:

Adorei Amã! Não sei que tipo de conexão tive com aquela cidade e com o povo, mas adorei a capital jordaniana. Como viram, passamos pouquíssimo tempo por lá, mas o suficiente para ter ficado com uma ótima impressão. Amã não é como Abu Dhabi, moderna e imponente, ela é mais desorganizada, agitada e… normal! É uma cidade normal, talvez por isso eu tenho gostado tanto (para quem ficou fora do contexto, aqui nos Emirados nos sentimos, muitas vezes, em um mundo meio “falso”, pois tudo aqui é muito novo e organizado). E a minha dica é: se puder, fique pelo menos 1 dia em Amã, como ficamos, pois pode ser que vocês gostem também!

Citadel é interessante, vale a visita. A vista de lá é muito bacana e você não precisa ficar mais que 1h30min por lá. Jerash fica a 50 minutos de Amã e vale muito a ida. Inclusive, se estiver com o roteiro apertado, sugiro que dê prioridade para as ruínas romanas de Jerash a qualquer outra coisa, é muito interessante! O forte de Ajlun também foi bem legal. Eu e o marido não nos recordamos de já ter entrado em um forte tão velho/grande/bem preservado. A região onde ele se encontra também é muito bonita. Porém, como é mais afastado de Amã, a visita deve ser melhor programada. Vale a pena? Sim.

deserto wadi rum jordânia

No incrível deserto vermelho de Wadi Rum, Jordânia. Foto: arquivo pessoal

Muita gente vai a Petra, mas nem todos vão até o Wadi Rum. Mal consigo expressar o quanto vocês estão perdendo ao fazer isso. Pelamordedeus, não deixem o Wadi Rum fora do seu roteiro! Esse deserto é todo vermelho, com paisagens absolutamente incríveis e um povo local (os beduínos) super interessante. Para mim, foi um dos pontos altos da viagem (contando Egito e todo o resto da Jordânia). Depois contarei mais em um post específico.

Petra é imperdível também, claro. O lugar é imenso, belíssimo e intrigante. Uma coisa muito acertada que fizemos no nosso roteiro foi chegar a Petra 1 dia antes do passeio e dormir lá no dia do passeio. Isso porque passamos o dia inteiro caminhando pela cidade rosa, acordamos muito cedo (começamos o passeio às 7:30) e saímos do local umas 16h, desejando loucamente a cama do hotel para descansar. Esse dia é bastante cansativo, então ter 2 noites por lá é bem sensato, confie em mim!

petra jordânia

Simpático burrinho em Petra, Jordânia. Foto: arquivo pessoal

A cidade dos mosaicos Madaba também é interessante e, caso esteja de passagem pela região (é muito comum estar nos roteiros, pois se localiza no caminho de Amã para Petra ou para o Mar Morto) vale a parada. De tudo que vi na região, o que mais gostei foi o Monte Nebo, local sagrado onde Moisés teria avistado a Terra Prometida e morrido. No local, há uma pequena igreja e um mapa da Terra Prometida e, em dias claros, é possível avistar as cidades de Jerusalém e Jericó. De lá, também se vê o Vale do Rio Jordão e o Mar Morto.

Nadar no Mar Morto é um daqueles itens da lista de “coisas que temos que fazer antes de morrer”. Bom, pelo menos era da minha. A minha experiência por lá, no entanto, ficou aquém das minhas expectativas… O motivo? Ah, esse vocês terão que esperar até o post só sobre o local que irei fazer. Aguardem!

castelo ajlun jordânia

Marido admirando a vista do castelo/forte de Ajlun. Foto: arquivo pessoal

E, por enquanto, ficaremos por aqui. Foi um roteiro simples, enxuto, mas bem proveitoso, do começo ao fim. Passada a viagem posso dizer: não mudaria nadinha! Espero que aproveitem as dicas e, caso tenham alguma dúvida e/ou sugestão, deixem nos comentários que adoraremos saber. Beijo grande!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • mayra outubro 11, 2017

    Polly, gostei muito do post! se fosse possivel gostaria de saber mais detalhes como locomoçao de uma cidade pra outra, onde voces se hospedaram, etc. Estou planejando ir pra Jordania pois estarei em Israel antes. Voce acha que é tranquilo fazer a viagem sozinha? Seu marido aconselharia a dormida no deserto sozinha? Obrigada!

    • Pollyane
      Pollyane outubro 12, 2017

      Oi Mayra, obrigada pela visita e pelo comentário. Sobre os transportes, eu relatei todos detalhadamente em cada post. Na aba principal do país, você encontrará os links para cada uma delas. Mas, basicamente nós contratamos uma empresa que fez todos os transportes para nós. Os hotéis tb estão detalhados nos outros posts. Sobre fazer a viagem sozinha, especialmente dormir no deserto. Bom, Eu iria para lá sozinha, sim. Mas não dormiria no deserto. Essa é uma questão pessoal e é difícil ditar como regra. Se você encontrar um relato de outra mulher que tenha dormido lá sozinha, é melhor! Beijo grande

  • […] Roteiro de 5 dias pela Jordânia […]

  • Danielle Maia maio 16, 2017

    Amei sua viagem Polly. E está me ajudando badtante…
    Viajo em janeiro e ficarei 10 dias entre Jordânia e Israel. Estou pensando em passar uma noite no Wadi Rum e outra em Petra. Tem dicas de acampamento no deserto??? Obrigada, bj

    • Pollyane
      Pollyane maio 17, 2017

      Oi Danielle! Muito obrigada pela visita e pelo comentário 😀 A viagem da Jordânia foi incrível, vc vai adorar! Ainda preciso fazer 2 posts sobre esse país, em um deles, sobre Petra, dou a dica do hotel que ficamos e que adorei, mas é um hotel normal, não acampamento. Meu marido já acampou no Wadi Rum, disse que a experiência foi muito interessante – apesar de cansativa. Infelizmente, ele não se lembra de quem organizou. Caso eu saiba de alguém que fez, volto aqui e lhe respondo, ok? De todo jeito, se houver algo mais que eu possa lhe ajudar, é só deixar aqui que terei o maior prazer em respondê-la. Obrigada! Beijos.

  • Claudis abril 18, 2017

    Ola tdo bem? Amo seus posts e seu blog..queria uma informacao…voce tem indicacao de alguma agencia ou guia na jordania que fale o portugues?

    • Pollyane
      Pollyane abril 19, 2017

      Oi Claudis! Mto obrigada por acompanhar o blog! Ainda tenho 2 posts sobre a Jordânia para postar. Em um deles falarei sobre a agência que contratamos lá: Jordan Select Tours. Nosso motorista falava espanhol também e não tivemos guia. Recomendo a empresa! Se quiser, pergunte a eles sobre o guia em português (eles têm site). Boa sorte!

  • […] em algumas cidades, mas na Jordânia acho que não seria necessário, como já falei no post do roteiro pelo país. No Egito, acabou sendo muito corrido e como tínhamos que acordar muito cedo praticamente todos os […]

  • […] também entrou na lista e, não importava o que teríamos que fazer, ou deixar de fazer, no nosso roteiro pela Jordânia, esse deserto não poderia ficar de […]

  • […] quem já acompanhou o nosso roteiro pela Jordânia, viu que nossa última noite da viagem foi no Mar Morto. Antes de chegar lá, porém, fizemos […]

  • Rê Suzart janeiro 17, 2017

    Ameeeei o post! Cadê o botão de curtir, hein? rs… 😉 Adorei as dicas e vou aproveitá-las para a minha viagem à Jordânia no fim do mês! Pena que não terei tanto tempo para explorar tudo.Post muito bem redigido e organizado, como todos os outros! Sou sua fã! Já ansiosa para as próximas postagens!

    • Pollyane
      Pollyane janeiro 18, 2017

      Dona Suzart! Que bom te ver por aqui 🙂 Fico feliz que tenha gostado do artigo e das dicas, já estou ansiosa para acompanhar a sua visita a esse lindo país também! Obrigada pelo comentário! Beijo grande.