Sabe aquele museu da sua cidade natal que você nunca visitou? E aquele passeio imperdível que os turistas fazem na sua cidade e você nunca fez? Pois é, chega uma hora que você precisa tomar coragem vergonha na cara e ir conferir de perto a bendita coisa de que todos falam, não é mesmo?

Abu Dhabi não é minha cidade natal, mas é “minha” cidade no momento. Há vários passeios legais para fazer (já comentei vários deles aqui no blog), mas um deles eu nunca tinha feito: o tal safári no deserto.

deserto-abu-dhabi

Deserto de Abu Dhabi visto pela janela do carro. Foto: arquivo pessoal

Todos que conheço aqui, e até mesmo os que só vieram à passeio, já haviam feito esse programa. Eu e o marido, no entanto, ficamos adiando até o momento em que recebêssemos nossa primeira visita. E ela chegou: mamãe estava nas arábias e precisava de intérprete companhia para fazer o tal safári.

Olhamos no Groupon e escolhemos uma opção com bom custo x benefício. A vantagem era que eles nos pegariam e nos deixariam em frente à nossa casa (se atentem a isso) e como estava tudo certo, compramos.

No dia e hora combinada, estávamos no local estipulado e logo apareceu o nosso motorista em um carro 4×4. No total, éramos 7 pessoas no carro, incluindo o motorista.

De tanto ouvir os relatos das pessoas que fizeram o safári, eu já sabia exatamente como seria (dica: se você não quer saber como é, pule para outro post do blog). Como previsto, pegamos 1 hora de estrada e fomos para um lugar onde havia uns camelos que poderíamos interagir. As camelas (todas eram ladies) estavam comendo sossegadas e nós, os turistas babacas, passando a mão e tirando foto com as criaturas. Tranquilinho!

camelos-abu-dhabi

Camelas que “visitamos” durante o safári no deserto, em Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

Depois disso, começaria a parte de “aventura” do passeio – e também um dos piores pesadelos da minha vida: as manobras nas dunas. O motorista esvaziou os pneus e entramos no deserto, escalando dunas e fazendo rali.

Ele acelerava, subia no alto da duna e descia de lado, jogando areia no teto do carro. Fez isso por uns 15 minutos e, a essa altura, eu já estava num estágio de quase-morte: pálida e gelada como um defunto, tremendo, suando frio e com a pressão lá embaixo. Só não vomitei (desculpem, mas precisava falar isso) porque não havia nada no estômago. O motorista não tinha saco de vômito no carro e, mesmo sabendo do meu estado, não diminuiu as tais “aventuras” nas dunas.

Um certo momento, ele parou o carro e todos desceram para admirar a paisagem. Minhas pernas não me deixavam sair do carro. Com muito custo, o marido me ajudou a sair e eu me deitei na areia. O motorista veio e jogou água na minha nuca e no meu rosto – e eu estava de blusa branca. Sem mais.

safari-deserto-abu-dhabi

Passando mal durante o rali pelas dunas de Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

As fotos acima estão distorcidas porque a câmera estava no modo “fisheye” e minha mãe não viu enquanto tirava. Culpa da adrenalina do rali!

Depois ele ainda continuou com o rali por mais uns 10 minutos até o “acampamento” onde continuaríamos o nosso passeio – sem carro dessa vez.

O acampamento é uma representação de como vivem os beduínos no deserto, com tendas e sofás. Fomos recepcionados com o típico café e chá árabes e nos sentamos nas mesinhas (que aqui tradicionamente são almofadas no chão). O clima estava delicioso. Depois de recuperar o controle das minhas pernas e do meu estômago, escalei a duna para admirar o pôr do sol: lindo!

FullSizeRender (46)

O “acampamento” visto do alto. Foto: arquivo pessoal

Havia também 2 camelos disponíveis para uma “voltinha”, umas pranchas para sandboard, quadriciclo para aluguel à parte do passeio e uma mulher fazendo tatuagens de henna. Assistimos a uma apresentação de dança do ventre, seguida de jantar (nem bom, nem ruim, ok). Ao final, retornamos para casa, mas dessa vez pegando um caminho plano e sem aventuras. Sorte a minha e a do carro inteiro, já que dessa vez meu estômago estava cheio. HA HA HA.

Se vale a pena o passeio? Claro que vale! Apesar de estarmos no meio do deserto, não vemos dunas ou camelos aqui na cidade. A parte da aventura no carro só não agradou a mim de todos os integrantes do carro. Os demais, inclusive a minha mãe, adoraram! Se eu pudesse fazer o passeio indo direto para a parte do acampamento, seria perfeito!

Maaassss, se você tem problema de labirintite ou estômago fraco, como eu, a melhor dica que eu posso te dar é se entupir de remédio para enjoo. Com sorte, você conseguirá aproveitar o passeio mais do que eu.

FullSizeRender (51)

Camelas de Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • […] ou você faz o passeio de safári no deserto, obrigatório para qualquer turista (fiz um post de quando fui aqui). Se o seu tempo no país é curto, é melhor fazer logo o safári, pois vai ver várias coisas em […]

  • […] quem já fez o safári no deserto, não será uma novidade: há dunas que podemos escalar e ver o pôr do sol, camelos para dar uma […]

  • Clau abril 19, 2017

    Hahaha muiti legal Polly…tbm fiz esse safari no deserto saindo de Dubai e apesar de ter sido magico tbm nao curti o com emocao do carro…enquanto os outros turistas curtiam e gritavam eu passei mal kkkk ate pedi q parasse o carro 2 vezes…foi tenso…o resto curti de boa…as dancas, as tatoos, as comprinhas, o andar de camelo ,o jantar e o q mais me encantou…olha fiquei realmente encantada foi o por do sol no deserto…isso sim foi um espetaculo e nunca irei esquecer.

    • Pollyane
      Pollyane abril 22, 2017

      Oi Clau! Então concordamos, pois o pôr do sol, para mim, é o que mais vale do passeio! As outras coisas também são legais 🙂 Mas para os que têm estômago fraco, como nós, é melhor pular a “emoção” hehe! Beijo grande e obrigada pela visita 🙂

  • […] que, como turista, você encontrará tudo isso por aqui (resumida em uma atividade chamada safári no deserto), mas, você já se perguntou para onde vai tanto camelo que existe nesse deserto? Será que os […]

  • […] as atividades indispensáveis aos turistas, como o safári no deserto (minha experiência relatada aqui), o passeio pela Mesquita, passeio por Dubai, Yas Marina, Masdar City, mercado do ouro, passear por […]

  • […] as atividades indispensáveis aos turistas, como o safári no deserto (minha experiência relatada aqui), o passeio pela Mesquita, passeio por Dubai, Yas Marina, Masdar City, mercado do ouro, passear por […]

  • Marly junho 17, 2016

    Muiiiiito legal!