07 de setembro de 2015

Táxi versus Uber

Aproveitando um assunto que está em pauta no Brasil, a utilização do aplicativo Uber de “caronas”, o que tem causado um enorme rebuliço entre os taxistas e dividido a opinião da população, vou falar um pouquinho sobre esses tipos de transportes aqui em Abu-Dhabi.

A respeito desse conflito, pessoalmente, ainda não tenho uma opinião formada. Entendo o que tem sido levantando por ambos os lados, mas como não cheguei a utilizar esse serviço no Brasil, me faltam argumentos para defendê-lo ou condená-lo.
De qualquer maneira, gostaria de deixar registrado que sou absolutamente contra a violência que tem sido utilizada para coibir esse serviço. Com certeza as coisas não vão se resolver desse jeito.

Bom, deixando as meras opiniões de lado, vou falar das minhas experiências com esses dois serviços aqui em Abu-Dhabi. Enquanto o nosso carro está vindo para cá, juntamente com a nossa mudança, estamos utlizando esses meios de transporte diariamente.

Sobre os táxis

Há 6 companhias de táxis aqui na cidade. Os veículos são padronizados (cor prata e letreiro amarelo em cima) e os motoristas também usam uniforme. Quando entramos no carro, há um display que mostra a foto e o nome do motorista, bem como os dados da corrida.

2_Taxi

Display no táxi

 Há 2 maneiras de pedir o táxi: telefone ou aplicativo de celular. Eu só uso o segundo. É prático, eficiente, mas custa um pouco mais: a corrida já começa com 6,50 AED, sendo que normalmente a corrida começaria com 3,50 AED.

IMG_3657

Print do aplicativo de táxi que utilizamos aqui.

Além disso, óbvio, é possível acenar na rua e pedir para o motorista parar,
do mesmo jeito que em qualquer outro lugar o do mundo! Rsrs.

A comunicação com os motoristas é feita em inglês. Mas é precária. Muito. Acho que posso arriscar e dizer que 100% dos taxistas não possuem o inglês como língua materna – assim como eu – e pronunciar os nomes árabes em inglês entre esses dois falantes (eu e o motorista) pode ser um pouco caótico. Para piorar um pouquinho, os motoristas nem sempre estão familiarizados com os nomes das ruas, por isso o ideal é saber exatamente onde você está indo, com pelo menos 3 pontos de referência e um mapinha salvo no seu celular, só para garantir.

Há também táxis para famílias (para mulheres viajando com crianças com menos de 10 anos de idade) e veículos adaptados para passageiros com necessidades especiais.

Algumas regras se aplicam nas corridas de táxis como, por exemplo, são proibidos animais de estimação. Então, quando precisava levar o Dexter ao veterinário 🙁 utilizava o Uber.

IMG_3516

Adesivo colado nos vidros do táxi, mostrando os valores e as regras aplicadas. Não pode fumar, comer ou beber e levar pets

Sobre o Uber

Se alguém ainda não utilizou e não sabe como é, já adianto: é a mesmíssima coisa de táxi, pelo menos aqui na cidade. Também utilizamos o aplicativo para pedir o serviço, quando a pessoa chega, entramos no carro, falamos o destino e, ao final, não precisamos pagar ao motorista, porque o pagamento é feito diretamente no cartão de crédito que cadastramos no aplicativo. Há uma tarifa mínima de AED 35 e o custo de AED 2,50 por quilômetro ou AED 1,50 por minuto, se a velocidade for menor do que 18 km/h.

Sinceramente, a única vantaaaagem que eu vejo nesse serviço era poder levar o Dexter sem estar na ilegalidade. Hoje em dia nem uso mais. Já pegamos motoristas espertos, que conheciam bem a cidade e nos levaram pelo melhor caminho, mas já pegamos alguns perdidos que ficaram dando voltas e voltas – o que também acontece com os taxistas. Em relação a valores, o Uber sempre sai mais caro e, além disso, quando estamos na rua e precisamos pegar transporte, acenamos para o primeiro táxi que avistarmos, o que não acontece com o Uber, já que os carros não estão identificados.

O máximo que já vi foi essa plaquinha no retrovisor:

plaquinha “Uber” no retrovisor

Outra coisa que observei é que os motoristas do Uber não são meros oferecedores de caronas, mas sim “profissionais” do Uber. Parecia (e deve ser assim mesmo) que eles fizeram do aplicativo uma profissão. Se é mais rentável do que ser taxista eu não sei. Caso descubra algum dia, compartilho com vocês.

E aí, já sabe se vai de táxi ou vai de Uber? 🙂

Fonte: Visit Abu Dhabi

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • hugo fevereiro 20, 2016

    jura que o uber é mais caro????

    aqui no brasil a relação é outraaaaa

    eu fiz os calculos.. uma corrida que dá 38 reais em media, no uber dá 22 !!!! (uberx)

    gente .. de boa… aqui no brasil… s[o tenho comentarios favoraceis.. pq… o serviço nem se compara.

    • Pollyane
      pollyanerezende fevereiro 20, 2016

      Oi Hugo, obrigada pela visita! Então, nas minhas experiências eu achei o Uber mais caro, pq a distância que percorri foi pouca. Algumas pessoas acham o contrário, por isso acho que vai de cada um (e cada situação). Já ouvi dizer que no Brasil a qualidade do serviço é bem superior, coisa boa! Bem que a moda poderia pegar de vez, né? 🙂

  • […] Sobre táxis e Uber, já comentei nesse post aqui. […]

  • Daniella Araujo (@DCMAraujo) setembro 12, 2015

    Oi Pollyane! Errei seu nome no outro comentário… snif, desculpe! Li agora o outro post, muito bom também. Gostei dos “facts” curtinhos. Sobre os cheiros, acho mesmo que vale todo um post à parte, as experiências olfativas aqui são um barato. E muitas são maravilhosas… Ótima ideia. Beijos, Dani.

  • Daniella Araujo (@DCMAraujo) setembro 11, 2015

    Oi Poliana, passando para conhecer o blog e dar meu “pitaco”… Adorei os posts que li, parabéns, super detalhado e “on the spot”. Nem preciso dizer como me identifiquei né? 🙂 Sobre a questão Uber vs. Taxi especificamente em Abu Dhabi, vou acrescentar um ponto de vista, já que sou usuária do Uber desde 2010 (quando estava nos EUA) e aqui desde que cheguei. Acho que o serviço tem várias vantagens sobre os táxis… Algumas delas são o fato de que os motoristas chegam mais rápido, os carros são melhores, o aplicativo já sabe para onde você vai e você pode contornar o problema de ter que ensinar o caminho ao motorista (para alguém desorientado como eu, é um grande alívio rsrsrs). Mas o principal diferencial, para mim, não sei se você já passou por isso, mas eu fiquei meio traumatizada: os motoristas do Uber não cheiram mal!!! Eu sei que é horrível falar, mas os de táxi, chego a passar mal! 😛 Beijos e até! Dani

    • Pollyane
      pollyanerezende setembro 11, 2015

      Oi Dani! Muito obrigada pela visita e pelos seus comentários. Então, as minhas experiências com o Uber não foram como as suas… Eles demoravam bem mais pra chegar (talvez seja apenas uma infeliz coincidência, ou pelo lugar onde eu morava) e os motoristas eram tanto quanto, ou até mais perdidos que os motoristas de táxi. Quanto aos carros, sim, eram melhores mesmo, mas eu esqueci de comentar sobre isso no post. Bem lembrado! Agora quanto ao cheiro, eu comentei algo beeeeem por alto no post Abu-Dhabi Facts 1 (http://diariodepolly.com/2015/08/04/abu-dhabi-facts-1/), mas além de ser uma questão muito delicada, ainda quero esperar mais tempo para falar sobre ela, pois acho que preciso saber como será no “inverno” e também porque acho que preciso falar sobre os cheiros bons também! hehehe
      Mais uma vez, obrigada pela visita, “volte sempre” e sinta-se à vontade para comentar e me complementar quando quiser 🙂

  • Márcia Barbosa de Souza setembro 7, 2015

    Polly, neste caso eu preferiria ir de táxi mesmo! Já que fica mais em conta, a não ser que tivesse que levar a Jasmim…