Trecho do texto publicado originalmente no site Brasileiras pelo Mundo, onde faço uma colaboração mensal como colunista de Abu Dhabi.

***

Hoje recebi um e-mail de uma leitora do meu blog pessoal me perguntando se era seguro que ela viesse passear sozinha pelos Emirados Árabes. Também hoje, recebi uma mensagem de outra leitora que me questionou se eu faria uma viagem à Jordânia sozinha e o que eu achava da ideia. Coincidência? De jeito nenhum! Nós, mulheres, estamos ganhando o mundo. E se não tivermos quem nos acompanhe, estamos dispostas a ir sozinhas mesmo assim!

Porém, infelizmente, por sermos mulheres precisamos redobrar os cuidados ao viajarmos sozinhas. E isso não é diferente aqui no Oriente Médio ou nos Emirados Árabes Unidos, que apesar de ser um país muito seguro, possui uma cultura diferente da nossa em relação à mulher, especialmente solteira e/ou sozinha. Por isso, essas dicas que vou passar neste artigo podem te ajudar a se sentir mais segura e evitar problemas no país.

mulher viajar sozinha em abu dhabi turista

Ju Morais, que viajou sozinha para os Emirados Árabes, em Abu Dhabi. Foto: arquivo pessoal

Vamos, primeiro, considerar que cada país do Oriente Médio possui um tratamento diferente à mulher, inclusive a que está viajando sozinha. Tenho alguma experiência com outros países da região, mas vou falar especificamente dos Emirados Árabes, que é considerada a “Las Vegas” do Oriente Médio. Isso porque, se comparado a outros países também muçulmanos, é bem mais liberal. O que não quer dizer que seja como a Las Vegas estadunidense também, viu?

Além do fator religioso e cultural, que jamais devem escapar da sua mente em uma viagem para cá, lembre-se que as leis também são outras e que por mais “absurdas” que muitas vezes pareçam, o seu papel é cumpri-las, apenas. Você, mulher solteira, não pode, por exemplo, dividir teto com outro homem que não seja seu familiar. Isso implica que, por lei, você não pode fazer um couchsurfing e se hospedar na casa de um rapaz desconhecido. Tampouco de um namorado. Como em qualquer parte do mundo, pessoas infringem a lei o tempo todo. Mas dizer que “pode ficar tranquila, não vai ter problema” seria irresponsável de minha parte. Meu papel é te dizer o que é “certo” de acordo com as leis do país em que vivo e a partir das experiências que vejo, se você opta por seguir um caminho diferente, a escolha – e consequência – é sua.

Eu recomendo, sim, que mulheres venham para os Emirados Árabes sozinhas. Tanto é que já vi e ouvi dezenas de casos em que elas vieram e não tiveram qualquer problema e fizeram uma viagem incrível e segura. Mas também já soube de outras que se meteram em confusões dignas de novelas mexicanas, como conhecer alguém na balada e ir para o apartamento dessa pessoa, ter relações sexuais (consentidas ou não) e serem denunciadas e presas por isso. Sim, além de não poder dividir o teto com um homem desconhecido, aqui, pela lei, sexo é somente para pessoas que estejam casadas e que sejam de sexos opostos (homossexualidade também é crime).

***

Quer ler mais? Então clique aqui e veja o conteúdo completo no site Brasileiras pelo Mundo!

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress