Gosto de compartilhar os nossos roteiros de viagem por um país, pois é também o tipo de post que sempre busco quando estou organizando uma viagem. Nessa do Vietnã, não posso deixar de agradecer à Lalá Rebelo por ter postado tão detalhadamente o seu roteiro e informações essenciais da viagem (obrigada, Lalá, me ajudou muito. Sou sua fã!). Nossa viagem não foi exatamente como a dela, mas a tivemos como uma inspiração, já que ficamos praticamente o mesmo tempo no país e na mesma época do ano.

Sobre isso, clima e melhor época para viajar para o Vietnã, já temos um post aqui no blog. Também reuni outras informações importantes, como visto, voos e quanto tempo ficar no país. Não deixem de conferir essas dicas, pois elas podem fazer muita diferença em sua viagem!

budismo roteiro vietnã hue

Templo budista em Hue. Foto: arquivo pessoal

Nosso roteiro de 11 noites no Vietnã

Há duas maneiras mais comuns de viajar pelo Vietnã: de norte a sul ou de sul a norte. Fizemos de norte a sul: começamos em Hanói e terminamos em Ho Chi Minh City (HCMC), passando pelo “meio” do país. O motivo dessa escolha foi puramente por causa dos voos, como expliquei no post anterior, e nem acho que faz diferença começar pelo sul. As nossas 11 noites foram distribuídas da seguinte forma:

Dia 1: Chegada a Hanói pela manhã. Tarde e noite em Hanói.

Dia 2: Dia inteiro em Hanói.

Dia 3: Saímos cedo de Hanói rumo a Halong Bay, de van; embarcamos no cruzeiro. Noite no cruzeiro em Halong Bay.

Dia 4: Desembarcamos do cruzeiro na hora do almoço; voltamos para Hanói de van. Noite em Hanói.

Dia 5: Voamos cedo de Hanói para Da Nang. Contratamos um motorista para nos levar ao Santuário My Son e depois para Hoi An. Almoçamos, passamos a tarde e a noite em Hoi An.

Dia 6: Dia inteiro em Hoi An.

Dia 7: Saímos cedo de carro de Hoi An; passamos por Da Nang; seguimos para Hue. Almoçamos (tarde) em Hue; noite em Hue.

Dia 8: Dia inteiro em Hue.

Dia 9: Voamos cedo de Hue para HCMC. Almoçamos, passamos a tarde e noite em HCMC.

Dia 10: Dia inteiro em HCMC.

Dia 11: Dia inteiro em HCMC.

Dia 12: Aproveitamos até o começo da tarde em HCMC, depois fomos para o aeroporto e voamos para Abu Dhabi no começo da noite.

O mapa do Vietnã com as cidades que visitamos:

mapa viagem vietnã

Fonte: Google Maps

Impressões sobre o nosso roteiro pelo Vietnã

Foi uma viagem apertada, não vou negar, ficamos cansados. Mas, como já combinamos entre nós dois, marido e eu, faremos essas viagens com ritmo mais intenso enquanto ainda dispormos de saúde e enquanto a família não cresce. Por isso, deixo aqui a minha sempre presente sinceridade: esse roteiro foi pesado e não recomendo a pessoas com filhos pequenos ou que não estão com disposição para mudar de cidade com tanta frequência. Alie essas mudanças frequentes de hotéis com o calor terrível que fazia e nos deixava esgotados – foi punk.

Outro fator que não pode ser desconsiderado, especialmente para quem mora no Brasil, é o cansaço do voo + adaptação ao fuso horário. Nós, que já moramos no meio do caminho, sempre sentimos o baque, imagine você que terá uma diferença de 10 h com o Brasil. Por isso, a dica é sempre deixar os 2 primeiros dias da viagem mais tranquilos, sem programação fixa pela manhã, para ir se adaptando sem sofrer demais.

fauna flora vietnã

Abelhinha vietnamita. Foto: arquivo pessoal

Hanói

Hanói, como disse em um artigo anterior, foi a cidade mais poluída em que já estive. Além de ter um trânsito absolutamente caótico e aquele ar de “bagunça”, “caos” e “sujeira” para todo lado. Eu adorei, marido também, mas sabemos que não é para qualquer um. Fazíamos questão de conhecer a capital vietnamita, mas penso que, se o seu roteiro for muuuito apertado, dá para cortar. O único problema é que é o jeito mais fácil de chegar a Halong Bay, então avalie isso também.

As 3 noites na cidade foram suficientes. Não conseguimos ver tudo que planejamos, mas é que o calor estava realmente castigante – se não fosse isso, teria dado certinho. Saiba também que as atrações fecham cedo, então nem adianta programar 173 museus para 1 dia só: não vai dar tempo! Depois falo em outro post somente sobre essa capital crazy, aguardem!

hanói vietnã

Hanói. Foto: arquivo pessoal

Halong Bay

Um Patrimônio da Unesco há de valer a pena, sempre! Não foi diferente com Halong Bay. Escolhemos conhecer esse lugar a partir de um cruzeiro de 1 noite e acho que a experiência foi positiva, embora tenha algumas ressalvas: a viagem de Hanói a Halong Bay de van dura de 4 a 5 horas o trecho. É cansativo. O lugar é tão cheio de turistas que perde muito do encanto e a poluição na baía é de cortar o coração. Se conseguir se abstrair disso, vai ser melhor.

É possível fazer cruzeiros maiores ou apenas um bate-volta de Hanói. Não faria um cruzeiro maior, mas se tivesse menos tempo teria topado um bate-volta. Ficar 1 dia no cruzeiro foi a conta certa para aproveitar o lugar sem ficar entediado ou com gosto de quero mais. Bom, claro que essa é a nossa experiência, que pode ser diferente da de outras pessoas. De todo jeito, sim, vale a pena encaixar o destino no seu roteiro.

halong bay vietnã cruzeiro

Halong Bay, Vietnã. Foto: arquivo pessoal

Hoi An

Se tem um lugar que não pode ser cortado do seu roteiro é Hoi An. Nem pense em criar empecilhos para não visitar essa pequena cidade no meio do Vietnã. Sem dúvida, foi o lugar mais encantador que estivemos em todo o país. A cidade é pequena, tem um centrinho histórico fofo, cheio de lanternas coloridas e que fica passando música clássica nos auto-falantes das ruas. Dá para acreditar?

Por mais que eu tivesse lido e pesquisado muito sobre essa cidade, não imaginei que fosse mesmo tão linda. Por isso, você está lendo isso agora e pensando “ah, ok…”, assim como eu fiz. Mas, então, vamos fazer um acordo: vá! E depois volte aqui para me contar o que achou! E de nada pela dica! Haha. Sobre o tempo na cidade, bom, 2 noites foram suficientes para conhecê-la, porém teria ficado muito mais para fazer outros passeios (Cham Island, pesquise!) e principalmente curtir mais a atmosfera mágica e a culinária deliciosa de Hoi An. Que saudade…

restaurante hoi an vietnã

Depois de um almoço delicioso em Hoi An. Foto: arquivo pessoal

Da Nang

Conhecemos Da Nang de passagem, indo de Hoi an para Hue de carro. Combinamos com o motorista para nos levar a 2 atrações turísticas da cidade: Marble Mountains e Lady Buddha, além de pegar a rodovia cênica, que passa pela costa. Estávamos com outro casal, que também queria fazer o mesmo roteiro, então foi super tranquilo e agradável (exceto pelo calor, que nesse dia tava demais!).

Não creio que haja mais atrações relevantes na cidade para serem visitadas. Logo, só “passar” por lá é suficiente. Porém (sempre tem um porém, né? hehe), a cidade é muito bonitinha, mais organizada que a maioria das cidades vietnamitas, e tem praias lindíssimas. Se eu tivesse bastante tempo no país teria ficado lá para curtir a praia. Fica a dica aí para vocês.

da nang vietnã

Da Nang, Vietnã. foto: arquivo pessoal

Hue

Muita gente corta Hue do roteiro. Se encantam por Hoi An, mas não estendem sua visita a essa cidade, que guarda a história imperial do Vietnã. Nós passamos 2 noites por lá e achamos que valeu super a pena! Vimos uma parte da história do Vietnã que só é possível ser contada lá, na Cidade Imperial e nas Tumbas Imperiais. Para quem é apaixonado por História, não pode nem pensar em não ir para Hue!

Como foram só 2 noites (1 dia inteiro e 1 tarde), não tivemos tempo de andar pela cidade. Durante o dia inteiro que tínhamos lá fizemos um tour geral pela cidade e seus principais monumentos, contratado previamente com uma agência, e na tarde livre fomos ao parque aquático abandonado. Nosso hotel era mais afastado do centro, mas era muito bom, então também aproveitamos o conforto de lá para dar uma descansada também. Por isso, pra gente, 2 noites foram suficientes e não sentimos necessidade de ter ficado mais.

imperial hue

Cidade Imperial, Hue. Foto: arquivo pessoal

Ho Chi Minh City

HCMC é uma cidade imensa, superpopulosa e moderna. Há muita coisa para fazer por lá e no entorno e 3 noites não foram suficientes para vermos tudo, tivemos que cortar alguns passeios. Independente do tipo de viagem que você esteja fazendo, não deixe de ir ao Museu das Reminiscências da Guerra (War Remnants Museum) e nos Túneis Cu Chi. De todas as cidades que visitamos no Vietnã, HCMC é onde mais sentimos a “lembrança” da guerra. E não que isso seja “legal”, mas é importante conhecer mais a respeito.

Além da parte histórica e museus, a cidade possui espaços públicos (praças, parques e ruas) super interessantes. Há excelentes opções de restaurante também, apesar de que, nesse aspecto, nenhum lugar do Vietnã deixou a desejar. Também achamos que é um bom lugar para fazer compras. E claro, há muito mais para falar sobre a cidade, mas vai ficar para um post específico 😉

ho chi minh city do alto vietnã

HCMC vista do alto. Foto: arquivo pessoal

***

Espero que aproveitem as dicas e fiquem de olho nos próximos posts que virão, onde contarei tudinho em detalhes para vocês! Qualquer dúvida, deixem nos comentários ou enviem um email, terei o maior prazer em respondê-los.

Outros posts do Vietnã aqui.

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Comente com o WordPress

  • […] Já viu o nosso roteiro de 11 noites pelo Vietnã? Veja aqui! […]

  • Valéria outubro 21, 2018

    Amei seu post com informações necessárias para nossa viagem ao Vietnã. Bjs

  • Renata Suzart maio 16, 2017

    Bacanérrimo! Já quero ler os outros posts sobre o Vietnã!!! 🙂

    • Pollyane
      Pollyane maio 17, 2017

      Obrigada, Suzart! E eu espero terminá-los em breve! haha Beijos